Petistas tomam posse e reafirmam compromisso com a governabilidade e a melhoria da vida dos brasileiros

Posse dos parlamentares na 57ª Legislatura na Câmara Federal. Fotos: Gabriel Paiva

Com o desafio de aprovar propostas fundamentais para melhorar a vida do povo brasileiro e ajudar o governo Lula a reconstruir o Brasil e trazer de volta o desenvolvimento econômico e social, os 68 parlamentares da Bancada do PT, eleitos para a 57ª legislatura da Câmara dos Deputados (2023-2027), tomaram posse nessa quarta-feira (1º). O PT ampliou em 13 parlamentares a sua bancada na Câmara. O partido será representado na Casa por 18 mulheres e 50 homens.

A deputada Benedita da Silva (PT) participou da Mesa que deu posse aos novos parlamentares, representando a região Sudeste.

O juramento “prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”, lido pelo presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), foi confirmado pelos 513 parlamentares.

Antes de proceder a chamada para que os deputados e deputadas assumissem o compromisso da posse, Arthur Lira anunciou a renúncia da deputada Rejane Dias (PT-PI), que deixou a Câmara para assumir uma vaga no Tribunal de Contas do Piauí. Em seu lugar, tomou posse o deputado Merlong Solano (PT-PI).

Compromisso com o Brasil

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), reforçou o compromisso da bancada na defesa do governo Lula para garantir que o Brasil “rume para o desenvolvimento econômico e social, com justiça, dignidade e paz para nosso povo”. Ela frisou que é desta forma que as propostas e causas que sempre foram defendidas pelo Partido dos Trabalhadores serão implementadas.

“Queremos que o povo volte a comer, que tenha emprego e renda, que tenha dignidade. É isso que nos motiva e nos move”, completou Gleisi Hoffmann.

O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), manifestou esperança no fortalecimento de alianças para reconstruir o Brasil. Ele garantiu que, como líder, vai atuar para fortalecer cada vez mais o Parlamento e dar sustentação ao governo Lula. “Um governo que tem o compromisso de criar políticas que permitam a retomada do crescimento econômico, reduza as desigualdades sociais e fortaleça a democracia”.

Entre as matérias prioritárias do governo – que deverão ser aprovadas pelo Congresso nesse início de trabalho legislativo -, José Guimarães destacou a Reforma Tributária e o novo arcabouço fiscal do País. “O Brasil tem uma carga tributária muito pesada, por isso, é preciso unificar tributo e distribuir”, afirmou. Ele acrescentou ainda que nesse momento é fundamental ter sensibilidade. “Não se trata de governo ou de oposição. É o País que está em jogo”, argumentou.

 Festa da democracia

O novo líder do PT na Câmara, deputado Zeca Dirceu (PR), destacou que o dia era de festa para democracia. “ Hoje estamos assumindo por mais quatro anos o compromisso com o Brasil”, afirmou. O esforço, segundo o líder, é construir a governabilidade necessária para o governo Lula atuar na retomada das transformações que o País precisa.

Assim como o líder do governo, Zeca Dirceu destacou como prioridade a Reforma Tributária e citou como fundamental a aprovação da Medida Provisória do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais). “Temos ainda que garantir a aprovação das políticas públicas que o governo Lula começa a construir e que dependem de decisões da Câmara dos Deputados, como programas na área de educação, saúde e na retomada do Programa Minha Casa, Minha Vida”, completou.

Ministros do governo Lula

Oito parlamentares que tomaram posse hoje vão se licenciar para exercer cargos no governo Lula. Entre eles os deputados petistas Paulo Pimenta (RS), ministro da Secretaria de Comunicação Social; Alexandre Padilha (SP), ministro de Relações Institucionais; Luiz Marinho (SP), ministro do Trabalho; e Paulo Teixeira (SP), ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar.

Também deixaram a Câmara para compor o grupo de ministros do governo Lula os parlamentares Marina Silva (Rede-SP) – Meio Ambiente; Sonia Guajajara (Psol-SP) – Povos Indígenas; Daniela Carneiro (União-RJ) – Turismo; que usava o nome parlamentar Daniela do Waguinho; e Juscelino Filho (União-MA) – Comunicações.

Bancada petista conta com 68 deputados e deputadas.

 

Conheça a biografia dos parlamentares:

http://164.152.35.224/bancada-do-pt-2023-2027/

Vânia Rodrigues

 

 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Postagens recentes

CADASTRE-SE PARA RECEBER MAIS INFORMAÇÕES DO PT NA CÂMARA

Veja Também