Padre João repudia ataque sofrido pelo Povo Indígena Xacriabá

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Fogo na aldeia em São João das Missões (MG). Foto: Divulgação

Em nota, o deputado Padre João (PT-MG) lamentou e repudiou o ataque sofrido pela Aldeia Barreiro Preto do Povo Indígena Xacriabá. Segundo o parlamentar, na madrugada desta quinta-feira (24), a aldeia foi alvo de incêndio criminoso, que destruiu totalmente a Escola Xukurank e a Casa de Medicina da Aldeia, localizada em São João das Missões (MG).

“Repudiamos esse ato criminoso que precisa ser investigado e os culpados precisam pagar pelos atos criminosos”, diz a nota.

O parlamentar mineiro disse que o povo indígena “vem sendo massacrado pelo governo federal e seus cúmplices na Câmara”. O parlamentar lembrou que ontem (23), essa Casa legislativa aprovou “o PL 490, que põe fim às demarcações dos territórios indígenas e quilombolas”.

O deputado Lembrou ainda, que as forças de segurança do governo “têm agido com violência contra os povos indígenas, favorecendo mineradoras, exploração de madeira ilegal nos territórios já demarcados”.

Para ele, é inadmissível essa perseguição à comunidade indígena. “Os índios são os guardiões de nossa biodiversidade, de nossas florestas. É preciso preservar estes povos, como está previsto na Constituição de 1988”, defendeu Padre João.

“Desde o ano 1500, estes povos, donos destas terras, vêm sendo explorados e massacrados. Chega. Um pedaço para quem é dono de tudo isto. Este governo assumiu dizendo que índios não teria nenhum palmo de terra a mais. Não vamos tolerar isto, genocida”, diz a nota de repúdio assinada pelo parlamentar mineiro.

Benildes Rodrigues

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Postagens recentes

CADASTRE-SE PARA RECEBER MAIS INFORMAÇÕES DO PT NA CÂMARA

Veja Também