Home Portal Notícias 1º de Maio é dia de gritar bem forte: #ForaBolsonaro!

1º de Maio é dia de gritar bem forte: #ForaBolsonaro!

12 min read
0

Vítimas da trama urdida a partir do golpe de 2016, os trabalhadores brasileiros sofrem com restrições de seus direitos trabalhistas e sociais. Pelas redes sociais, a coragem e a luta dessa classe aguerrida que sustenta o desenvolvimento deste País, foram lembradas e homenageadas pelos parlamentares da Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara, no Dia do Trabalhador, comemorado neste 1º de maio.

Manifestações do parlamentares no twitter:

Benedita da Silva (PT-RJ): “O Dia do Trabalho é dia de luta. De cobrar vacina para todas e todos. Denunciar a situação precária do país, o desemprego e a perda de direitos dos trabalhadores. E gritar bem forte #ForaBolsonaro”.

Reginaldo Lopes (PT-MG): “A classe trabalhadora é o verdadeiro motor desse país e é a geradora de toda a riqueza do Brasil. Neste 1º de maio de tantas perdas e desemprego, desejo tempos melhores. No que depender do meu mandato, podem contar comigo”.

Zé Neto (PT-BA): “A luta política está aí, em cada momento e cada canto do país e cada embate diz muito sobre qual Brasil nós queremos para o futuro. Que tenhamos mais unidade e que não nos falte energia e determinação para as batalhas, e que logo possamos ter um 1º de maio com mais dignidade, justiça social e emprego para todos os trabalhadores e trabalhadoras!”

Carlos Zarattini (PT-SP): “Neste ano, 1º de maio é de luta e solidariedade! Junto com centrais sindicais e partidos de oposição levamos nosso apoio aqueles que mais precisam! Na zona oeste de São Paulo, doações de alimentos foram para as famílias da Ocupação Buracanã, ao lado da favela São Remo”.#diadotrabalho

Beto Faro (PT-PA): Hoje é dia de parabenizar e também reconhecer a importância dos trabalhadores e trabalhadoras e seus esforços nesse momento tão desafiador trazido pela pandemia. Devemos celebrar conquistas e seguir enfrentando os obstáculos e o governo Bolsonaro. #1MPelaVida “

Alexandre Padilha (PT-SP): “1º de Maio é o dia desta classe, de maioria negra e mulher. Tudo produzimos em nossa sociedade, a nós tudo deve pertencer, a começar pela vacina. A vacina, como diz Lula, deve ser um bem comum universal, dos trabalhadores do mundo. Hoje não é dia do Trabalho. É DOS TRABALHADORES!”.

Waldenor Pereira (PT-BA): “Neste 1⁰ de Maio, abraçamos as trabalhadoras e os trabalhadores do Brasil reafirmando a nossa luta por mais direitos sociais e trabalhistas, por auxílio emergencial de R$ 600, por emprego e renda e por #VacinaParaTodosJá. Viva as trabalhadoras e trabalhadores!”

Professora Rosa Neide (PT-MT): “#diadotrabalhador que é quem carrega o país no braço! Presto todas as homenagens aos milhares de profissionais das mais diversas áreas, inclusive os que atuam na linha de frente do combate à covid-19. Vamos à luta levantar a bandeira por direitos, democracia e vacina”.

Arte PT na Câmara

Arlindo Chinaglia (PT-SP): “1°de Maio, dia internacional de luta dos trabalhadores e trabalhadoras por emprego, renda, dignidade e justiça”.

Vander Loubet (PT-MS): “A maior luta da bancada do PT na Câmara é em defesa da vida e dos direitos de trabalhadores e trabalhadoras. Neste 1º de maio, quero deixar um grande abraço a todos os trabalhadores e trabalhadoras e lembrar que nossa luta contra os retrocessos deve ser permanente. Tamo junto”.

Erika Kokay (PT-DF): “Viva a classe trabalhadora. Neste 1º de maio renovamos nossa disposição de luta por democracia, direitos, emprego e vacina para todos. Nós vamos reconstruir nosso país e fazer o povo brasileiro feliz de novo!”

Maria do Rosário (PT-RS): “As comemorações do 1º de Maio remetem às origens das lutas de classe. Hoje também trabalhadoras/es vão às ruas neste sábado para exigir trabalho, pão e liberdade, só que agora traduzidos em forma de bandeiras em defesa da vida, saúde, emprego, salário digno e o fim do governo Bolsonaro”.

Zé Ricardo (PT-AM): “Hoje 1º de Maio é comemorado o dia dos trabalhadores e trabalhadoras. Vou continuar lutando pelo direito dos trabalhadores e contra o desemprego e retirada de direitos trabalhistas”.

Alencar Santana Braga (PT-SP): “1° de Maio é dia de luta. E é dia de expormos o que significa esse governo fascista comandado na economia por um lobista do mercado financeiro e do capital internacional. 14 milhões de desempregados!”.

Henrique Fontana (PT-RS): “Neste 1º de maio, há muito o que refletir sobre as conquistas, mas também sobre o que querem fazer do nosso país.  Todos nós, trabalhadores, temos em comum uma vocação que ninguém pode nos tirar. A vontade de construir um país melhor para viver, para trabalhar e para sonhar”.

José Guimarães (PT-CE):  “Mais uma vez, precisamos organizar a luta e garantir o fim de tantos retrocessos. Vamos construir, juntos, sob a liderança e o legado de Lula, um novo ciclo de esperança ao povo sofrido que, diariamente, é esquecido por Bolsonaro”.

João Daniel (PT-SE): “1° de maio de muita luta! Participamos hoje do ato unificado do Dia do Trabalhador e da Trabalhadora em Aracaju, que teve carreata solidária e encerrou na praça Franklin Roosevelt, no bairro América.”

 

Joseildo Ramos (PT-BA): Neste dia dos trabalhadores (as), embora não tenhamos o que comemorar, temos sim motivos para continuar lutando. O Brasil pode melhorar. Este não é o estado normal das coisas. Nós conhecemos o caminho e, por isso, sigamos juntos, lutando com todas as forças. #DiaDosTrabalhadores”

Rogério Correia (PT-MG): “Estive agora há pouco na Esplanada do Mineirão onde aconteceu o ato do Dia das Trabalhadoras e dos Trabalhadores. Bolsonaro, o maior inimigo das trabalhadoras e dos trabalhadores, vai cair com a força do povo. Confira meu pronunciamento.”

Valmir Assunção (PT-BA): “1º de Maio: mesmo em isolamento social, não deixamos de lado a luta! E em um período tão crítico da Pandemia, nossa pauta é a vida! Por vacina para todos e todas, empego e auxílio emergencial digno! #Dia01PeloBrasil #ForaBolsonaro “

Waldenor Pereira (PT-BA):Neste 1⁰ de Maio, a @clpcamara  abraça as trabalhadoras e os trabalhadores do Brasil reafirmando a busca por mais direitos sociais e trabalhistas, por auxílio emergencial de R$ 600, por emprego e renda e por #VacinaParaTodosJá.”

Benildes Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Paulo Pimenta, sobre o povo de volta às ruas: Se não houver impeachment, o capitão continuará matando

O que o Brasil presenciou no último sábado, 29 de Maio de 2021 – o #29M –, convocado pelos…