Home Portal Notícias Coronavirus CPI: Bolsonaro sabe que cometeu crimes, afirmam petistas sobre conversa vazada do presidente com Kajuru

CPI: Bolsonaro sabe que cometeu crimes, afirmam petistas sobre conversa vazada do presidente com Kajuru

18 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara afirmaram em manifestações pelo Twitter, nesta segunda-feira (12), que as revelações da conversa telefônica entre o presidente Jair Bolsonaro e o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) demonstram, além do desprezo do atual presidente pelas instituições e pela própria democracia, um profundo medo das consequências políticas e criminais que podem surgir a partir das investigações da CPI da Pandemia, no Senado. Segundo eles, ao tentar desviar o foco das investigações contra o seu governo e tramar contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Bolsonaro comete mais um crime passível de impeachment.

Em um áudio vazado à imprensa pelo próprio senador Kajuru, neste domingo (11), Bolsonaro diz ao seu interlocutor que é preciso “mudar o objetivo da CPI”, para incluir governadores e prefeitos. “Se não mudar virá pra cima de mim”, afirmou o presidente. Bolsonaro ainda revela ao senador a sua estratégia, ao confessar que é necessário fazer da CPI “de um limão, uma limonada”. “Por enquanto é limão”, disse o presidente.

Na conversa, Bolsonaro também sugeriu ao senador um revide contra o STF pelas sucessivas derrotas sofridas por ele na Corte, a última delas justamente a aberta da CPI da Pandemia no Senado, determinada pelo ministro Luís Roberto Barroso, no último dia 8 de abril. O presidente pediu pressa na votação de pedidos de impeachment contra ministros da Suprema Corte. Em resposta, Kajuru disse que já teria entrado com petição contra o ministro Alexandre de Moraes. “Parabéns pra você”, respondeu Bolsonaro ao senador.

O líder do PT na Câmara, deputado Elvino Bohn Gass (RS), levantou dúvidas sobre os verdadeiros objetivos do vazamento. Porém, mesmo assim ressaltou que o teor das conversas demonstra o desrespeito de Bolsonaro em relação as instituições e pela democracia, além do temor das investigações revelarem a culpa de seu governo pelo descontrole da pandemia no País.

“O que pretende o senador Kajuru ao gravar e divulgar conversa com o presidente? Independente disso, a conversa revela o modus operandi de Bolsonaro: trama contra instituições, governadores e prefeitos. Ao tentar espalhar a culpa pelo descontrole da pandemia, acaba por confessá-la”, observou.

Crime de responsabilidade

Para a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), a conversa expõe a manobra de Bolsonaro para tentar evitar a responsabilização dele e de seu governo na atual tragédia sanitária pela qual passa o País. Segundo a parlamentar, esse é mais um crime de responsabilidade praticado por Jair Bolsonaro.

“Conversa sobre CPI da Covid é mais um crime de responsabilidade de Bolsonaro, que tenta atacar ministros da Suprema Corte numa conspiração para se livrar dos crimes sanitários que cometeu e jogar a culpa em governadores e prefeitos. Quem quer CPI ampla não quer investigar nada!”, disse.

 Leia abaixo outras manifestações de parlamentares do PT sobre a conversa vazada:

Deputado Afonso Florence (PT-BA) – “Bolsonaro tenta desviar foco da CPI, como prova conversa travada como o senador Kajuru. E, o “vamos fazer do limão uma limonada!”, tem que ser explicado. Incluir investigação de governadores e prefeitos agora, é tentativa d blindar Bolsonaro, ou vai dar impeachment”.

Deputado Airton Faleiro (PT-PA) – O Kajuru prometeu desviar a atenção da CPI da pandemia atacando governadores, prefeitos e STF para livrar a pele de Bolsonaro e Pazuello. Isso é crime. O senador Kajuru deve ser imediatamente afastado da CPI, submetido ao Conselho de Ética e Bolsonaro impichado”.

Deputado Alexandre Padilha (PT-SP) – O problema não é o objeto da CPI da Covid, mas sim o ser abjeto que se encontra na cadeira de presidente da República. É isto o que fica mais uma vez explícito no áudio. Será que agora com o crime de responsabilidade gravado o genocida cai?

Deputado Beto Faro (PT-PA) – “A conversa vazada entre o senador Karuju e Bolsonaro mostra que Bolsonaro está preocupado com a CPI da Covid-19 e sabe que os ex-ministros da Saúde que serão ouvidos vão relatar o negacionismo de Bolsonaro que fez vítimas”.

Deputado Carlos Zarattini (PT-SP) – “De forma descarada e nada republicana, Bolsonaro tenta coagir um senador da República para interferir numa investigação de outro Poder. Além disso, ele tenta usar o Legislativo para perseguir os seus desafetos (governadores e prefeitos) e atacar STF. Um escândalo!”

Deputado Enio Verri (PT-PR) – “Estranha a preocupação do presidente com a CPI da Pandemia. Não adianta reclamar, as ações contra a Covid-19 serão apuradas. Queremos respostas sobre o colapso em Manaus, a inoperância na compra de vacinas e a defesa de remédios sem eficácia comprovada. Tudo será investigado”.

Deputada Erika Kokay (PT-DF) – “A conversa de Bolsonaro com senador Kajuru foi criminosa. Articulam contra CPI da Covid e o presidente ainda faz ameaças e conspira contra ministros do STF. Mais um crime de responsabilidade do genocida que está morrendo de medo das investigações porque sabe que pode acabar preso!”.

Deputado Helder Salomão (PT-ES) – “Essa conversa entre o senador Kajuru e Bolsonaro é um escândalo, além de configurar mais um crime de responsabilidade do despresidente”.

Deputado Henrique Fontana (PT-RS) – “Na conversa com Kajuru, que parece ter sido combinada para alimentar suas bases, Bolsonaro desestabiliza as instituições para aprofundar o caráter do autoritário do seu governo. Ao articular um golpe contra o STF, ele ataca a democracia e comente mais um crime de responsabilidade”.

Deputado José Guimarães (PT-CE) – “A conversa vazada entre o senador Karuju e Bolsonaro revela o que há de mais baixo e golpista na política brasileira. O presidente claramente teme os efeitos da CPI, novamente se exime da responsabilidade atacando governadores e ainda trama contra o STF. Quem não deve não teme!”.

Deputado Leonardo Monteiro (PT-MG) – “Ataque às instituições democráticas é crime! A CPI da Pandemia salvará a vida de milhares de pessoas e será um freio nas tentativas de sabotar o combate à Covid e mais um alerta ao projeto autoritário que Bolsonaro quer gestar no Brasil!”

Deputado Marcon (PT-RS) – “Um criminoso ocupa o Palácio do Planalto”.

Deputada Marília Arraes (PT-PE) – “Um presidente da República e um senador articularem para atrapalhar a criação de uma CPI e derrubar ministros do STF é um escárnio. É mais crime de responsabilidade de Bolsonaro. A conversa entre ele e Kajuru é um atentado contra a democracia”.

Deputada Natália Bonavides (PT-RN) – “A conversa gravada do senador Kajuru e Bolsonaro revela mais um crime de responsabilidade de Bolsonaro, que novamente tenta interferir em investigações contra suas condutas criminosas. Que a CPI da pandemia avance rapidamente! Não faltam provas, falta punição contra o genocídio!”

Deputado Nilto Tatto (PT-SP) – “O objeto da CPI da Covid, foi determinado pelo autor no momento em que a propôs. Não cabe a Kajuru e Bolsonaro alterá-lo. O presidente está morrendo de medo, e cometeu mais um crime de responsabilidade tentando intimidar o STF e sabotar a apuração”.

Deputado Odair Cunha (PT-MG) – “Durante a maior crise de saúde que o Brasil já viveu, o presidente da República conversa com um senador sobre como tirar ministro do STF e atrapalhar os trabalhos de uma CPI que vai investigá-lo. Absurdo!”

Deputado Paulo Guedes (PT-MG) – E a conversa entre Bolsonaro e Kajuru choca um total de zero pessoas. O diálogo apenas confirma o quão Bolsonaro é inescrupuloso e está se pelando de medo do que poderá ser revelado na CPI da Covid

Deputado Paulo Pimenta (PT-RS) – “Conversa de Bandido. Tem que mudar objetivo da CPI, diz Bolsonaro em telefonema a Jorge Kajuru”.

Deputado Paulo Teixeira (PT-SP) – “A conversa do senador Kajuru com Bolsonaro revela o medo do governo com a CPI. Ele sabe que Pazuello deixou de fornecer oxigênio para Manaus e muitos brasileiros morreram sufocados”.

Deputado Pedro Uczai (PT-SC) – Em ligação divulgada pelo senador Jorge Kajuru, o presidente Jair Bolsonaro demonstra medo da CPI da Covid19 e articula o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal. E agora, o que falta para Bolsonaro ser afastado?

Deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) – “Bolsonaro cometeu mais um crime de responsabilidade no telefonema com o senador Kajuru. CPI é um assunto do Congresso e o presidente não pode tentar interferir. Da mesma forma não pode tramar contra o Supremo e contra ministros da Corte. Motivos não faltam para o impeachment!”

Deputado Rogério Correia (PT-MG) – “Presidente miliciano é isto. Vergonha alheia e golpismo acima de tudo. Senador Kajuru grava conversa com Bolsonaro e revela que ele quer derrubar ministros do STF”.

Deputado Rubens Otoni (PT-GO) – “Fazer do limão uma limonada? Gravíssimo! Vaza áudio onde Bolsonaro combina com senador como abafar a CPI do Genocídio e desviar o rumo das investigações. É Bolsonaro acuado tentando confundir a CPI para salvar sua pele. Isso é crime!”.

Deputado Valmir Assunção (PT-BA) – “Bolsonaro não faz o que deveria fazer e articula para criminalizar quem se esforça no combate à Pandemia. Postura de genocida!”

Deputado Zé Neto (PT-BA) – “A polêmica sobre intervenção do Judiciário no Legislativo é dano menor que a tragédia que estamos vivendo com a pandemia. Um governo federal que envergonha o País e que por inércia e atitudes mata inocentes, merece do Congresso resposta e não cumplicidade. São 350 mil mortes, Chega!”

Deputado Zeca Dirceu (PT-PR) – “Faltou oxigénio! Não temos vacina! Cloroquina mata mais um! E o Bolsonaro quer que a CPI do Genocidio ouça o prefeito lá da “conxinxina do norte”. Seria uma piada, mas é um assassino brincando de presidente. Na cabeça de Bolsonaro, ele e Pazuello não devem explicações”.

 

Héber Carvalho

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

TJ-DF condena Augusto Nunes a indenizar Gleisi Hoffmann por misoginia

O colegiado da 3ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal condenou o jornal…