Home Portal Notícias Mansão de R$ 6 milhões: Fontana pede que MPF investigue evolução patrimonial de Flávio Bolsonaro

Mansão de R$ 6 milhões: Fontana pede que MPF investigue evolução patrimonial de Flávio Bolsonaro

4 min read
0

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) desafiou, nesta quarta-feira (3), o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) a subir na tribuna da Câmara para explicar de onde saiu o dinheiro para o seu irmão, senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), comprar uma mansão de R$ 6 milhões, em Brasília. Fontana também pediu que o Ministério Público Federal abra uma investigação sobre a evolução patrimonial do Flávio Bolsonaro. “Abra uma investigação sobre as fontes destes recursos que compraram uma mansão de R$ 6 milhões”, solicitou.

Fontana destacou que o filho mais velho do presidente Bolsonaro tem apenas 39 anos, é um jovem e já tem R$ 6 milhões para comprar uma mansão, além dos outros 10 ou 12 imóveis que tem em sua carteira imobiliária. Hoje pela manhã, o deputado pesquisou o que fez o filho do presidente nesses primeiros 39 anos de vida. “Ele é deputado estadual desde os 21 anos de idade. Se ele trabalhou 19 anos como deputado estadual, suponhamos que ele fizesse um enorme esforço e economizasse R$ 10 mil por mês, em 19 anos como deputado estadual, ele poderia ter guardado R$ 2 milhões e 280 mil”.

Na avaliação do deputado Fontana, um deputado estadual, mesmo tendo um salário alto, não poderia ter economizado esse dinheiro. “De onde ele tirou esses R$ 6 milhões para comprar essa mansão?” indagou acrescentando que a ostentação da mansão agride o bom senso de qualquer brasileiro médio.

Familícia dos privilégios

“A família dos privilégios, o bolsonarismo da corrupção, o bolsonarismo das milícias, o bolsonarismo que quer colocar o próprio filho para ser o embaixador do Brasil, nos Estados Unidos, agora nos agride com a compra de uma mansão de R$ 6 milhões”, desabafou.

O deputado do PT gaúcho intui que este dinheiro “vem da milícia, vem das rachadinhas, vem de processos ilegais”. Fontana concluiu afirmando que o Brasil está cansado de ver dinheiro público colocado fora na compra de cloroquina; está cansado de não ter as vacinas que deveria ter e “fica ainda mais cansado de ver o grau de privilégios e corrupção que a família do presidente Bolsonaro vem praticando neste País”.

Investigação

Flávio Bolsonaro é investigado pelo suposta esquema de “rachadinha” – desvio de recursos dos salários de seus assessores – em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa no RJ. A suspeita é a de que ele realizava a lavagem de dinheiro por meio da compra e venda de imóveis.

Deputado Henrique Fontana. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Nilto Tatto apresenta projeto que amplia exigências para venda de ouro

O deputado federal Nilto Tatto (PT-SP) protocolou nessa terça-feira (20), o projeto de lei…