Home Portal Notícias Coronavirus Oposição e movimentos populares ampliam mobilização por vacina, auxílio e impeachment

Oposição e movimentos populares ampliam mobilização por vacina, auxílio e impeachment

4 min read
0

As Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, Centrais Sindicais, os partidos de oposição realizaram nesta terça-feira (26) a “Plenária Nacional de Organização das Lutas Populares” para debater a conjuntura, defender a campanha de vacinação, a continuidade do pagamento do auxílio emergencial e o impeachment de Bolsonaro. O evento virtual reuniu mais de 400 militantes. A expressiva participação mostra o crescimento do #ForaBolsonaro no país inteiro.

“É decisivo a organização e a mobilização das forças populares, dos partidos de oposição e das instituições e entidades da sociedade civil para livrar o país e o povo do caos sanitário, econômico e social imposto por Bolsonaro e seu governo”, advertiu a presidente da PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR). “Cada vez mais setores aderem a luta pelo #ForaBolsonaro”, comemorou Gleisi, destacando o pedido de impeachment apresentado por lideranças religiosas nesta terça-feira.

Conjuntura, compromissos e bandeiras

A plenária ampliada, que faz parte do calendário de ações conjuntas do movimento, teve o objetivo de deliberar sobre o calendário de ações de acordo com as bandeiras de luta em torno do auxílio emergencial, vacinação para todos e todas e a campanha “Fora, Bolsonaro!”.

Durante o evento, os participantes destacaram o aprofundamento das crises econômica e sanitária que se arrastaram ao longo do ano passado, o que traz de volta a campanha pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro como uma possibilidade real.

A plenária reafirmou as bandeiras prioritárias do movimento que foram constituídas na primeira reunião de mobilização, voltadas centralmente para a luta por vacina, renda, empregos e impeachment.

Vejam os compromissos:

  • Enfrentamento da Crise sanitária: Vacina Já; ampliação dos recursos para o SUS, defesa das medidas de distanciamento social.
  • Enfrentamento da Crise econômica: Retomada do Auxílio Emergencial, defesa do Programa de Proteção ao Emprego; luta contra o Teto dos gatos e contra a Reforma administrativa.
  • Enfrentamento da Crise política: Fora Bolsonaro, Impeachment Já!

A plenária também aprovou um calendário unitários de lutas, com diversas atividades de mobilização para os próximos dias. A principal delas, o “STOP Bolsonaro”, articulado nacional e internacionalmente, que ocorrerá no próximo dia 31 de janeiro.

Anota o calendário:

  • 31/01 – STOP Bolsonaro – Carreatas nas periferias e bairros cidades – Bicicletadas da Juventude
  • 01/02 – Dia Nacional de Lutas
  • 01 a 05/02 – Ato de Entrega do Pedido de Impeachment no Congresso
  • 06/02 – Dia Nacional da Solidariedade e luta pela Renda Emergencial
  • 15 e 16/02 – Agit Prop Carnaval
  • 21/02 – Indicativo de Carreata Massiva
  • 08/03 – Dia Internacional de Luta das Mulheres

 

Por PT Nacional

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Paulo Pimenta, sobre o povo de volta às ruas: Se não houver impeachment, o capitão continuará matando

O que o Brasil presenciou no último sábado, 29 de Maio de 2021 – o #29M –, convocado pelos…