Home Portal Notícias Coronavirus Gleisi lista crimes de Bolsonaro que justificam os pedidos de impeachment do presidente

Gleisi lista crimes de Bolsonaro que justificam os pedidos de impeachment do presidente

8 min read
0

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), gravou um vídeo em que fala sobre os pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro, dos crimes que ele vem cometendo no Brasil, entre eles a negligência na condução da pandemia da Covid-19 – que já matou mais de 211 mil brasileiros – e a falta de oxigênio em Manaus. “Bolsonaro também cometeu crime contra a Constituição Federal, contra a vida e a saúde pública brasileira”, afirmou a deputada.

Até agora, 62 pedidos de impeachment foram protocolados na Câmara dos Deputados, quatro deles são subscritos pelo Partido dos Trabalhadores. O último deles – que o PT entrou junto com os partidos da Oposição – tem como foco exatamente processar Bolsonaro pelos crimes contra a saúde pública e pela morte de brasileiros por Covid-19.

“Bolsonaro se elegeu dizendo que ia defender a família, os valores cristãos e a pátria. Ele não fez isso e não está fazendo isso durante seu governo, principalmente, nesta crise da covid”, criticou Gleisi.

A parlamentar listou algumas situações que demonstram as irresponsabilidades de Bolsonaro e a necessidade de o Congresso Nacional começar a discutir o impeachment. Para ela, o governo federal tinha que ter instalado um comitê de crise com ministros de diversas áreas, governadores, prefeitos, especialistas, médicos, cientistas e representantes da sociedade civil para fazer o enfrentamento unitário da pandemia no País.

Gleisi ressaltou que Bolsonaro não fez parceria com os estados e municípios, deixando governadores e prefeitos se virarem por conta própria; tributou, em dezembro, a importação de tubos de oxigênio, extremamente necessário no enfrentamento da doença; e denunciou que Bolsonaro utilizou seu cargo como presidente do Brasil para impedir que o País comprasse a vacina chinesa.

Ela destacou ainda o caos em Manaus, quando faltou oxigênio para socorrer as pessoas, com um dos símbolos mais emblemáticos do descaso do presidente contra a vida dos brasileiros. “Ele sabia que ia faltar oxigênio. O seu general, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, esteve em lá dias antes e não tomou nenhuma providência. Manaus foi socorrido pela solidariedade de muitas pessoas e de países que enviaram ajuda, como foi o caso da Venezuela. Aí ele não defendeu a família, deixando as pessoas morrerem e muito menos os princípios cristãos”.

Crime contra a Constituição

Para Gleisi Hoffmann, além de não cumprir com a suas promessas de campanha, Bolsonaro também cometeu crime contra a Constituição. Ela cita o artigo 196 da CF em que diz: “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”.

“Bolsonaro além de não garantir, também atenta contra a saúde pública por seus atos, suas ações e suas omissões. Por isso, ele comete um grave crime, crime contra a vida. Sim, Bolsonaro é responsável pelas mortes por Covid, por isso ele tem que ser impichado”, denunciou a presidenta do PT.

Soberania Nacional

A parlamentar também acusou Bolsonaro de atentar contra a Soberania Nacional ao se alinhar com os Estados Unidos e brigar com a China, Rússia e a Índia. Gleisi explica que esses países podem ajudar o Brasil com os insumos para produzir as vacinas contra o novo coronavírus. Ela disse ainda que essa briga com a China está fazendo com que o Brasil fique muito atrasado na produção de mais vacinas para a população.

“Bolsonaro xingou a China, desdenhou, agrediu e agora também não toma as medidas necessárias para recompor essa relação. E de novo sobra para os estados, municípios e Congresso Nacional o esforço de recompor as relações diplomáticas para que a gente possa ter esses países nos ajudando, que é o que nós mais precisamos”, concluiu.

Veja a íntegra do vídeo:

Lorena Vale

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT defende mais debate sobre a imunidade parlamentar e votação da PEC das Prerrogativas fica para esta sexta-feira

Depois de mais de cinco horas de debate no plenário da Câmara, ficou para esta sexta-feira…