Home Portal Notícias Dia da Democracia: petistas repudiam ditadura e homenageiam Vladimir Herzog

Dia da Democracia: petistas repudiam ditadura e homenageiam Vladimir Herzog

8 min read
0

A importância do Dia Nacional da Democracia, comemorado hoje (25), foi destacada por vários parlamentares da Bancada do PT na Câmara nas redes sociais.  Em várias postagens, os petistas frisaram que a data – celebrada em homenagem ao jornalista Vladimir Herzog, assassinado nos porões da ditadura militar em 25 de outubro 1975 – serve de alerta contra atuais movimentos fascistas existentes no Brasil, apoiados pelo governo Bolsonaro para atacar os valores democráticos ou pregar de forma aberta ou velada o retorno à tirania.

Ao lembrar a morte de Vladimir Herzog, o líder da Minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), destacou a importância da democracia e a liberdade. “Há 45 anos, o jornalista Vladimir Herzog era cruelmente assassinado, no DOI-CODI, após ser torturado pelo regime militar. O dia de hoje nos lembra que a luta por democracia deve ser diária, a fim de evitar novos golpes políticos e contra as liberdades do povo brasileiro!”, ressaltou.

Sobre a data, a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) ressaltou a importância do voto para o exercício da cidadania e a garantia da liberdade de expressão. “Hoje, 25 de outubro, a gente comemora o Dia da Democracia. Em uma democracia, você escolhe quem vai representar e quem vai governar para você. Lutei pela democracia na Constituinte e sigo lutando nos dias de hoje. Precisamos, sempre, defender a liberdade de expressão no Brasil”, afirmou.

Justiça social

Por sua vez, a deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) lembrou que o PT sempre valorizou a democracia como meio de garantir a participação popular e a justiça social para o povo brasileiro. “O PT sempre lutou pelos valores democráticos e, como estamos em meio ao processo eleitoral, é importante destacar o valor da participação popular e da defesa da justiça social para que tenhamos um Estado democrático de direito na forma e no conteúdo”, disse.

Sobre os ataques que a democracia vem enfrentando, o deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) alertou para a importância da defesa da Constituição brasileira. “Hoje é o Dia da Democracia, conquista civilizacional que precisa ser aperfeiçoada constantemente. Enquanto temos muito a avançar na garantia de direitos a todos(as), temos muito a defender. A Constituição é alvo de ataques constantes. Estejamos vigilantes na defesa da liberdade!”, advertiu.

Na mesma linha, o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) ressaltou que nesta data a população brasileira precisa refletir sobre a democracia como um direito que precisa ser cotidianamente defendido. “Democracia é um ato de resistência e luta. É o governo do povo, pelo povo e para o povo. Não abra mão de seus direitos. Hoje, 25, é o Dia Nacional da Democracia. Democracia é a sua liberdade, pense nisso. Não deixem que a tirem de você!”, afirmou.

Lula, Dilma e Vladimir Herzog

Também pelo Twitter, o deputado Carlos Veras (PT-PE) lamentou que no dia em que a celebração da democracia deveria ser a tônica, as liberdades democráticas estejam sob risco por causa do governo Bolsonaro. O parlamentar salientou ainda que o fortalecimento do sistema democrático brasileiro passa pelo reconhecimento da inocência de Lula, o político mais perseguido por setores de Judiciário de do Ministério Público da história recente do País.

“No Brasil, hoje, é o Dia da Democracia, data que marca a morte do jornalista Vladimir Herzog, na ditadura militar. A jovem democracia agoniza, no governo Bolsonaro. E o seu fortalecimento passa por justiça para Lula. Por liberdade, igualdade e respeito! Seguimos lutando!”, disse Veras.

Já a deputada Natália Bonavides (PT-RN) relembrou a importância do voto em uma democracia como forma de evitar golpes, como o sofrido por Dilma em 2016 e o impedimento da candidatura presidencial de Lula em 2018.

“Como o golpe contra a presidente Dilma em 2016, o impedimento ilegal da candidatura de Lula em 2018 e segue sob ataque com Bolsonaro no governo. Nas eleições que se aproximam, é tempo de impor derrotas a esse projeto que ataca as liberdades do povo brasileiro!”, escreveu a parlamentar.

Ao lembrar a morte de Vladimir Herzog nos porões da ditadura militar, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) afirmou que esta data precisa servir de alerta contra qualquer tipo de tentativa de retorno a um regime autoritário no País.

“O Dia da Democracia foi escolhido em memória a Vladimir Herzog, assassinado na ditadura. O jornalista morreu numa sessão de tortura no DOI-CODI e provocou a primeira reação popular contra os excessos do regime militar, tornando-se um marco na luta pela redemocratização do Brasil. O assassinato de Vladimir Herzog nos alerta para jamais permitir que o fascismo volte a rondar a democracia brasileira. Nenhum líder mítico pode ser maior que seu povo!”, observou.

Héber Carvalho

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas cobram investigação rigorosa sobre denúncia de envolvimento de Bolsonaro com milicianos do Rio de Janeiro

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara exigiram neste fim de semana, em mensagens postad…