Home Portal Notícias Frei Anastácio pede explicação a ministro sobre número exagerado de benefícios negados no INSS

Frei Anastácio pede explicação a ministro sobre número exagerado de benefícios negados no INSS

3 min read
0

O deputado federal Frei Anastácio (PT-PB) e outros deputados petistas apresentaram, na Câmara Federal, o requerimento de pedido de informação nº 1281/2020 solicitando ao ministro da Economia, Paulo Guedes, explicações sobre o número exagerado de indeferimentos de benefícios no INSS. Os trabalhadores rurais são os mais atingidos.

“Só entre janeiro e julho de 2020, foram indeferidos 2,62 milhões de benefícios, quantidade muito próxima ao total de concessões, que atingiu neste mesmo período, 2,75 milhões. Isso não é normal. Há um exagero nessas negativas que precisa ser explicado”, comentou.

De acordo com Frei Anastácio, esses dados mostram um resultado bem atípico quando se observa o índice dos últimos 10 anos, em que os indeferimentos representavam cerca de 40% das requisições de benefícios e as concessões os outros 60%.

Trabalhadores rurais penalizados

Outro índice que o requerimento apresentado por Frei Anastácio traz é o de judicialização que atingiu 13,3% do total das concessões em julho de 2020, mais elevado do que os 11,1% observados no mês de julho de 2019.

E neste aspecto, a situação é mais grave no meio rural, onde 25,4% dos segurados, em julho de 2020, tiveram que buscar o Poder Judiciário para ter acesso aos seus direitos previdenciários, representando uma elevação expressiva quando comparado ao índice de judicialização de julho de 2019 que foi de 17,4%.

“O elevado índice de indeferimentos combinado com a alta no índice de judicialização é um forte indício de que as análises dos requerimentos de benefícios não estão sendo realizadas da forma mais adequada e em consonância com a lei”, ressaltou Frei Anastácio.

O parlamentar argumenta ainda que não há razões decorrentes da Reforma da Previdência para explicar o elevado indeferimento no meio rural. “Pedimos, portanto, especial atenção em nos apresentar os dados requeridos separando por clientela, urbana e rural, para entendermos melhor esse número exagerado de negação”, concluiu.

Assessoria de Comunicação

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…