Home Portal Notícias Parlamentares lembram que Nobel da Paz para Programa de Alimentação da ONU tem as digitais do PT

Parlamentares lembram que Nobel da Paz para Programa de Alimentação da ONU tem as digitais do PT

15 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara comemoraram nesta sexta-feira (9) o Prêmio Nobel da Paz concedido ao Programa Mundial de Alimentação da ONU, ação que promove políticas de segurança alimentar e de combate a fome em todo o mundo. Os petistas lembraram que o programa vencedor do Nobel tem as digitais do PT e do governo do ex-presidente Lula, uma vez que foi inspirado em programas de segurança alimentar implementados no Brasil e levados à ONU por José Graziano, idealizador do Programa Fome Zero (depois transformado em Bolsa Família).

Graziano foi indicado pelo governo Lula para ocupar a diretoria-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), cargo em que permaneceu até o ano passado.

O ex-ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome no governo Lula, e hoje deputado federal Patrus Ananias (PT-MG), ressaltou que o Nobel da Paz deste ano também é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelos governos de Lula e Dilma, que tiraram o Brasil do Mapa da Fome. O ex-ministro lembrou que durante os governos do PT, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome implantou programas que garantiram a segurança alimentar e nutricional dos brasileiros como o Bolsa Família, os restaurantes populares e cozinhas comunitárias, bancos de alimentos, além de programas relacionados com a agricultura urbana. Todas essas ações também foram integradas a políticas de incentivo a agricultura familiar como o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos).

Foto: Gustavo Bezerra

“A alimentação é o primeiro degrau da cidadania. A alimentação, portanto, é um pressuposto da saúde, uma condição para boa educação, para conhecimento e a cultura. Por isso esse reconhecimento através do Prêmio Nobel da Paz ao Programa Mundial de Alimentação também é um reconhecimento ao trabalho que nós desenvolvemos no Brasil nos governos Lula e Dilma, e que hoje infelizmente estão sendo destruídos”, lamentou.

Patrus considera ainda que é um reconhecimento ao trabalho notável de brasileiros que estiveram presentes na FAO sob a liderança de José Graziano, “que deram a sua contribuição no mundo inteiro para que a fome se torne o mais breve possível uma página virada na história do Brasil e da humanidade”, ressaltou.

Política Vitoriosa

Para o Presidente da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional, deputado Padre João (PT-MG), também destacou que o Prêmio Nobel é indiretamente um reconhecimento as políticas vitoriosas de combate a fome implementadas pelos governos do PT.  “É uma alegria vermos esse reconhecimento do programa de segurança alimentar e de combate a fome da ONU, que foi inspirado em ações que começaram logo no início do primeiro mandato do ex-presidente Lula, sob o comando do José Graziano. O Brasil mostrou que é possível zerar a fome, com os programas que foram adotados aqui como o Fome Zero, Bolsa Família, Programa de Aquisição de Alimentos e de Alimentação Escolar, dentro outros. O PT e os governos Lula e Dilma também foram homenageados com esse Prêmio Nobel”, destacou.

Foto Luís Macedo

Pelo Twitter, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), também ressaltou a contribuição do partido e de seus governos para a obtenção do prêmio. “O Programa Mundial de Alimentação (PMA/ONU), Nobel da Paz 2020, foi parceiro dos governos do PT no combate à fome. Em 2010, o PMA nomeou o presidente Lula “campeão mundial do combate à fome”. Em 2015, homenageado pela FAO em Roma, Lula afirmou: “Não existe paz onde existe fome”, relembrou Gleisi.

Vencer a fome

Por sua vez, O ex-presidente Lula também ressaltou a importância do Prêmio Nobel em suas redes sociais. “Hoje o Nobel da Paz premiou o Programa Mundial de Alimentação da ONU, iniciativa voltada para a segurança alimentar no mundo. É a fome no centro do debate mundial. Uma luta do Brasil e do mundo.  Precisamos vencer a fome, a miséria e a exclusão social. Nossa guerra não é para matar ninguém – é para salvar vidas”, disse Lula.

Leia abaixo outras manifestações de parlamentares petistas no Twitter sobre o tema:

Deputado José Guimarães (PT-CE), líder da Minoria na Câmara – “O Programa Mundial de Alimentos da ONU ganhou o Nobel da Paz. Lembram que o combate à fome já foi uma política de Estado que diminuiu a pobreza no Brasil? Pois é! Houve um tempo em que o brasileiro fazia três refeições e tinha carne na mesa todos os dias. Só lembrando…”

Deputado Paulo Teixeira (PT-SP) – “Programa Mundial de Alimentos da ONU ganha o prêmio Nobel da Paz. Pandemia pode levar 130 milhões de pessoas a passar fome no mundo. No Brasil, 4 de cada 10 pessoas voltaram a passar fome”.

Deputado Nilto Tatto (PT-SP) – “Nobel da Paz vai para Programa Mundial de Alimentação. Escolha recoloca a fome no centro do debate internacional e manda um recado a governantes conservadores como Bolsonaro. Parabéns à José Graziano da Silva que coordenou o programa Fome Zero no governo Lula e levou a experiência do combate a fome  para o mundo”.

Deputado Bohn Gass (PT-RS) – “Programa Mundial de Alimentos da ONU ganha Nobel da Paz 2020. Programa tem as digitais de José Graziano da Silva, membro do Núcleo Agrário do PT que dirigiu a FAO (2012/2019). Antes, coordenou o Fome Zero no governo Lula e levou essa tecnologia social para o mundo. Bravo!”

Deputada Maria do Rosário (PT-RS) – “A paz com fome não é paz, é silenciamento e opressão. O Prêmio Nobel da Paz vai para o Programa Mundial de Alimentos da ONU, inspirado desde seu início no programa Fome Zero de Lula”.

Deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) – “O Programa Mundial de Alimentação, que tem as digitais do ex-ministro da Segurança Alimentar de Lula, José Graziano que também presidiu a FAO, vence o Nobel da Paz 2020. O Brasil é reconhecido por enfrentar a fome e não podemos permitir com que haja retrocessos nessa área”.

Deputada Erika Kokay (PT-DF) – “Nobel da Paz vai para programa da ONU de combate à fome. Na era Lula e Dilma, o Brasil foi referência mundial no tema. Hoje, a fome cresce no País e atinge mais de 10 milhões de brasileiros e brasileiras”.

Deputado Odair Cunha (PT-MG) – “O Nobel da Paz vai para o Programa Mundial de Alimentos. O combate à fome é fundamental para luta contra as desigualdades. Lula sabia disso e se dedica a garantir a segurança alimentar de milhões de brasileiras e brasileiros. “A comida é a melhor arma contra as guerras”.

Deputado Airton Faleiro (PT-PA) – “Programa Mundial da FAO/ONU ganha Nobel da Paz 2020. O “Fome Zero” da ONU tem DNA Brasileiro. Por trás do programa mundial está o brasileiro petista, membro do Núcleo Agrário do PT, José Graziano da Silva. Graziano dirigiu a FAO até 2019, depois de coordenar o Fome Zero de Lula”.

Deputado Zeca Dirceu (PT-PR) – “Estão sabendo? O Programa Mundial de Alimentos da FAO/ONU recebeu o Nobel da Paz 2020, e tem dedos do PT aí. José Graziano, membro do Núcleo Agrário do PT, coordenou o programa Fome Zero, e levou essa experiência para o mundo, quando dirigiu a FAO dirigiu entre 2012 e 2019”.

Deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) – “Hoje, o Nobel da Paz premiou o Programa Mundial de Alimentação da ONU. O combate à fome é uma luta do Brasil e do mundo. A segurança alimentar é prioridade! Não podemos aceitar a volta da fome no país”.

Deputado Henrique Fontana (PT-RS) – “Idealizado aqui no Brasil, durante o governo Lula, o programa Fome Zero se tornou referência internacional e inspirou a FAO a propor a erradicação da fome no mundo até 2025. O Nobel da Paz coloca a fome no centro do debate mundial”.

Deputada Margarida Salomão (PT-MG) – “Combate à fome. Anunciado o prêmio Nobel para o Programa Mundial de Alimentos da ONU que distribui alimentos a pessoas em situação de vulnerabilidade, em 80 países. José Graziano da Silva, coordenador do Fome Zero no governo Lula, foi diretor da FAO até 2019. Parabéns!”

Héber Carvalho

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Indústria recusa trigo transgênico com medo de rejeição do consumidor

É cada vez maior a resistência contra o trigo transgênico em processo de avaliação na Comi…