Home Portal Notícias Manchetes Vitória: Fachin reconhece direito à moradia, e Maia indica relator para projeto contra despejos na pandemia

Vitória: Fachin reconhece direito à moradia, e Maia indica relator para projeto contra despejos na pandemia

5 min read
0

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Reforma Urbana e dos Movimentos de Luta por Moradia, destacou nesta sexta-feira (11) a vitória do direto à moradia com a decisão recente do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que admite a repercussão geral de conflitos sobre direito à moradia e garante atendimento habitacional de pessoas deslocadas. Fachin deu provimento ao agravo ARE 1.158.201/SP, interposto pelo Núcleo Especializado de Habitação e Urbanismo da Defensoria Pública, para reformar acórdão anteriormente prolatado no capítulo em que julgou improcedente o pedido de inclusão dos ocupantes da Comunidade da Rua Gerônimo de Abreu Vale, pela municipalidade de São Paulo, em programas de desenvolvimento urbano.

Fachin deu razão à Defensoria Pública do Estado de São Paulo quando aduz a relevância do tema sob o ponto de vista econômico e social: “A discussão sobre o alcance do direito à moradia afeta, de um lado, um dos principais problemas nacionais que é o déficit habitacional. De outro, o direito à moradia também constitui óbice à atividade relevante de ordenação territorial, o que atinge diretamente a reforma urbana e o direito à cidade”.

Na avaliação do deputado Paulo Teixeira, a decisão é importante porque é a primeira vez que o STF reconhece o direito à cidade como direito, “sendo o direito à moradia como pilar principal da cidade, e daí reconheceu a necessidade de garantia em programa habitacional, ou solução pelo poder público, de pessoas serem despejadas mesmo que sejam de ocupações informais”, afirmou.

No mérito, a decisão do ministro Fachin acolhe o pedido alternativo formulado para a inscrição dos ocupantes dos imóveis notificados em programas de desenvolvimento urbano, à luz da Constituição da República e da mitigação de danos pelo deslocamento em áreas de adensamento urbano mesmo não regularizadas.

Contra os despejos

O parlamentar também comemorou a decisão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de indicar o relator para o projeto de lei PL 1.975/20, da deputada Natália Bonavides (PT-RN), que impede despejos e as reintegrações de posse nesse período de pandemia. A proposta tramita em conjunto com outros 19 projetos, inclusive um de autoria do deputado Paulo Teixeira, e já teve a sua urgência aprovada pelo plenário.

O relator será o deputado Camilo Capibaribe (PSB-AP), que dará o seu parecer em plenário. O nome foi definido em reunião nesta semana, com a participação do deputado Paulo Teixeira. “O fundamental é pautar o projeto imediatamente. “Para o bem do Brasil é preciso suspender os despejos que estão afetando milhares de famílias em nosso País”, afirmou.

Vânia Rodrigues, com informações do Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Lactantes pela Vacina: duas vidas salvas

Por Alexandre Padilha   No início do mês de maio soube pelas redes sociais do movimen…