Home Portal Notícias Ato em defesa da vida, da democracia e dos direitos será no dia 7, na Esplanada dos Ministérios

Ato em defesa da vida, da democracia e dos direitos será no dia 7, na Esplanada dos Ministérios

6 min read
0

No dia da Independência do Brasil, comemorado no dia 7 de setembro, a Esplanada dos Ministérios, em Brasília se transformará em um grande palco para receber o Ato Cênico Performático – Em defesa da Vida, da Democracia e dos Direitos. No lugar dos trotes dos cavalos ou dos ruídos dos motores dos tanques de guerra que sempre circulam em desfiles militares na capital federal, o Brasil verá a performance de artistas e movimentos sociais que questionam: Brasil, qual seu Grito?

O evento é organizado pelo Grito dos Excluídos, Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo, e acontece às 10h desta segunda-feira (7). O ato será transmitido pela página do PT na Câmara pelo Facebook.

Segundo os organizadores, o ato tem como objetivo gerar imagens que representem e denunciem a trágica situação a que o Brasil foi levado pelo descaso do governo federal com a vida do povo. Eles também pretendem chamar a atenção e sensibilizar a população brasileira para que reflita e se posicione quanto à urgência de exigir o fim do governo Bolsonaro-Mourão.

Quanto mais tempo com esse desgoverno, mais vidas perdidas, mais dor!

A atividade, que será dirigida por Zé Regino, dramaturgo brasiliense, foi pensada coletivamente, por militantes e artistas e buscou, para definir seu formato, inspiração nas escolas de samba do Carnaval.

Assim, será organizada em alas e cada uma delas expressará suas denúncias por meio de recursos cênicos, mas de forma estática, silenciosa, sem microfones ou autofalantes, respeitando-se, de forma rigorosa, o distanciamento social.

Temas

Os três temas – Vida, Democracia e Direitos – serão retratados pelos diversos movimentos sociais, coletivos políticos de resistências e partidos políticos de esquerda.

No primeiro tema – Em Defesa da Vida – as alas que simbolizarão a destruição das vidas humanas pelo governo genocida serão compostas por profissionais da saúde, pela comunidade negra, pelas mulheres, pelos povos indígenas e pela população LGBT.

O segundo tema – Em Defesa da Democracia – terá alas formadas pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia-ABJD e pelas Torcidas Organizadas, as quais mostrarão os ataques à democracia brasileira, a denúncia da apologia à volta da ditadura militar e o desrespeito às instituições que visam a garantir o Estado Democrático de Direito.

O terceiro tema – Em Defesa dos Direitos- terá em sua composição os movimentos sociais que lutam por terra e moradia no campo e na cidade, estudantes, sindicatos e partidos políticos. Cada um levará sua bandeira, sua luta e seus sonhos. Aqui, a narrativa mostrará o aniquilamento dos direitos trabalhistas, o corte das verbas para a educação, os despejos, o ataque aos assentamentos do MST, ao serviço público e a seus trabalhadores.

“A tragédia do Brasil de hoje estará representada na Esplanada dos Ministérios no ‘Dia da Independência’ para mostrar, não apenas ao País, mas ao mundo, os males provocados pelo governo genocida que tomou de conta do Palácio do Planalto, ao tempo em que revelará que há forças vivas, as quais resistem e querem um país que garanta a dignidade de seu povo”, diz a nota assinada pelos três movimentos sociais.

“Por tudo isso, o nosso grito é #ForaBolsonaroEMourão! Em Defesa da Vida, da Democracia e dos Direitos!”, finaliza o documento.

Benildes Rodrigues com informações da Organização do Evento

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Guimarães quer impedir suspensão da Lei Rouanet em cidades com lockdown

O líder da Minoria na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), protocolou, nessa sext…