Home Portal Notícias Coronavirus Petistas defendem convocação de Pazuello para explicar inércia do governo no combate à pandemia

Petistas defendem convocação de Pazuello para explicar inércia do governo no combate à pandemia

6 min read
0

O deputado Rogério Correia (PT-MG) anunciou em sessão remota do plenário, nesta quarta-feira (15), que protocolou requerimento de sua autoria, em parceira com os deputados Alexandre Padilha (PT-SP) e Jorge Solla (PT-BA), convocando o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, para vir ao plenário da Câmara esclarecer o que tem sido feito para o controle da pandemia. “A medida é necessária porque nos aproximamos de um genocídio – é genocídio mesmo! O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, não exagerou. Infelizmente, a política do governo Bolsonaro já levará 100 mil pessoas à morte daqui a pouco”, lamentou.

O deputado enfatizou que paulatinamente, nós vemos crescerem os números, e nada é feito pelo Ministério da Saúde. “Aliás, há 60 dias temos um ministro interino, que tem que vir ao plenário desta Casa discutir, sim, o que é charlatanismo do ponto de vista de produção de cloroquina aos montões, sem justificativa técnica para que isso aconteça”, defendeu. Ele ainda enfatizou que discutir o charlatanismo e o genocídio é tarefa do Parlamento.

 

Fotos: Lula Marques/Gabriel Paiva

“O ministro tem que ser convocado. Nós estamos apresentando esse requerimento hoje”, reforçou o deputado, convidando a deputada Erika Kokay (PT-DF) para ser coautora da iniciativa.

Foto: Gabriel Paiva

PIB de -14%

Rogério Correia lembrou que o País vive uma crise sanitária, mas que além dela, existe a crise da economia. “E existe agora outro terraplanista. Falo do terraplanista da economia, que é o ministro Paulo Guedes. Hoje nós tivemos a prévia do PIB: -14,1%. O ministro Paulo Guedes vem receitar outras medidas ultraliberais em plena crise econômica. Não me venha dizer que a crise acontece só por causa da pandemia. O pior do mundo, na crise da economia, é o Brasil de Paulo Guedes e de Bolsonaro”, afirmou.

O deputado criticou ainda a fala do Paulo Guedes, feita hoje, de retorno da CPMF (contribuição provisória sobre movimentação financeira) e de fazer contrato de trabalho por hora e não por mês, acabando inclusive com o 13º e um terço de férias, retrocedendo nos direitos trabalhistas. O ministro também voltou a defender a capitalização da Previdência, rejeitada pelo Congresso Nacional na votação da Reforma da Previdência. “Ou seja, são três granadas atômicas que o ministro quer jogar contra os trabalhadores brasileiros”, protestou.

Na avaliação do deputado Rogério Correia, o governo Bolsonaro enfrenta a pandemia de forma errada, “causa genocídio e faz charlatanismo”. E na economia, Paulo Guedes quer que o modelo ultraliberal continue valendo após a pandemia, o que vai levar ao agravamento da crise econômica e da crise social.

“O nosso povo passa fome. A pandemia é coisa séria, não é gripezinha. Este governo continua assistindo a isso de braços cruzados. O ministro da Saúde tem que vir ao plenário desta Casa explicar por que assiste passivamente a isso, desmoralizando inclusive as Forças Armadas brasileiras”, criticou. O deputado conclui pedindo o afastamento do ministro Paulo Guedes, “senão a crise econômica será fatal”, alertou e acrescentou: “Fora, Bolsonaro! Impeachment já! Essa é única solução que temos para o País”.

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Oposição faz obstrução para marcar o luto pelas mais de 100 mil vidas perdidas na pandemia

Os partidos da Oposição fizeram uma forte obstrução política na Câmara, nesta quinta-feira…