Home Portal Notícias Novo Fundeb garantirá manutenção da educação básica para 45 milhões de estudantes, afirma Rosa Neide

Novo Fundeb garantirá manutenção da educação básica para 45 milhões de estudantes, afirma Rosa Neide

6 min read
0

A deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) participou, na sexta-feira (10), de reunião virtual da Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 15/2015), referente ao novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação (Fundeb), da qual é vice-presidente. Mais de 150 pessoas, entre deputados e deputadas federais e representantes de entidades nacionais ligadas à educação, também participaram do evento que debateu o relatório da PEC, que deve ser votado nos próximos dias no plenário da Câmara.

Rosa Neide afirmou que o Brasil possui 45 milhões de estudantes na educação básica (ensino infantil, fundamental e médio). “Se contarmos com seus pais e familiares teremos mais de 100 milhões de brasileiros e brasileiras diretamente vinculados à escola pública”.

Foto: Vinicius Loures -Agência Câmara

Nesse sentido destacou a urgência pela aprovação do novo Fundo. “O Fundeb precisa ser aprovado para que possamos manter as escolas públicas de nosso País em funcionamento a partir de janeiro de 2021”, disse Rosa Neide, ao lembrar que os recursos do Fundeb são utilizados por estados, Distrito Federal e municípios na manutenção das escolas e no pagamento da folha salarial dos profissionais da educação.

A petista lembrou que foi secretária municipal de Educação de Diamantino (MT), no período do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef), e secretária de estado de Educação de Mato Grosso, já com o Fundeb. “Como gestora sei a importância desses recursos na garantia da oferta e manutenção da educação básica pública”, destacou.

Relatora do substitutivo à PEC do novo Fundo, a deputada Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) fez a leitura de seu relatório que constitucionaliza o Fundeb e garante entre outras medidas, o aumento dos aportes de recursos da União ao Fundeb, dos atuais 10% para 20% em um período de 6 anos.

Valores

A estimativa do Fundeb para o exercício de 2020 tem previsão de uma receita total de R$ 173,7 bilhões. Desse valor, R$ 157,9 bilhões correspondem ao total das contribuições de estados, Distrito Federal e municípios, e R$ 15,8 bilhões à complementação da União ao Fundo.
Entretanto, o presidente da Comissão Especial, o deputado Bacelar (PP-BA) relatou que a educação pública já vem perdendo recursos ao longo dos anos, especialmente após a aprovação da Emenda Constitucional 95, do Teto de Gastos, e não pode correr o risco de perder as verbas do Fundeb. “De 2016 a 2018 a educação perdeu R$ 18 bilhões; em 2019 as perdas foram de R$ 30 bilhões e em 2020 a baixa chega a R$ 35 bilhões”, explicou.

Texto

A Professora Rosa Neide destacou que o texto apresentado pela relatora, deputada Dorinha, foi alvo de mais de 150 audiências públicas em todo País. “Esse substitutivo foi dialogado com todas as entidades ligadas à educação nacional e com vários parlamentares. É um texto possível que conseguimos construir com a participação de todos e todas”, lembrou Rosa Neide.

Nesse sentido, a petista pediu o apoio de entidades como o Conselho Nacional de Secretários de Estado de Educação (Consed), União Nacional de Dirigentes Municiais em Educação (Undime), Campanha pelo Direito à Educação, entre outras, para dialogarem com os partidos, deputados e deputadas para que votem a favor da PEC.

 

Assessoria de Comunicação

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Alencar Santana parabeniza estudantes pelo seu dia e cobra de Rodrigo Maia votação do PL que cria bolsas emergenciais

Na sessão virtual da Câmara na terça-feira (11), o deputado Alencar Santana Braga (PT-SP) …