Home Portal Notícias Pressão popular: Novo Fundeb deve ser votado na próxima semana

Pressão popular: Novo Fundeb deve ser votado na próxima semana

5 min read
0

O coordenador do Núcleo de Educação da Bancada do PT no Congresso Nacional, deputado Waldenor Pereira (PT-BA) e a deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) informaram nesta terça-feira (7), que o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o Novo Fundeb (PEC 15/2015) será colocado em pauta na próxima semana. A garantia da inclusão da matéria na ordem do dia foi assegurada pelo presidente da Casa, em entrevista a uma emissora de televisão no último domingo (5).

A proposta prevê o aporte de 20% de recursos, por parte do governo federal para estados e municípios de forma escalonada até 2026.

“A nossa expectativa é aprovar na próxima semana essa PEC para constitucionalizar o Fundeb, tornando-o permanente para garantir mais recursos para a educação pública, porque nós estamos propondo ampliar a participação da União de 10% para 20%, portanto, vai dobrar a participação da União”, explicou o deputado Waldenor Pereira. O parlamentar lembra que atualmente a participação do governo federal no financiamento da educação básica pública é de apenas 10%.

O deputado relata que Rodrigo Maia argumentou sobre a necessidade de reuniões com a comissão especial que tratou do tema, e com líderes partidários, para fecharem o texto. Outra razão levantada por Maia é em relação às dificuldades financeiras da União ocasionada pela pandemia da Covid-19.

A nova proposta que Rodrigo Maia vai apresentar, segundo Waldenor, é a de que o complemento seja de 12,5% a partir do ano que vem e não de 15%, conforme estabelece o relatório final. A redução do índice é para se chegar a um acordo com o governo e a matéria entrar em pauta na semana que vem.

“Trata-se da principal fonte de financiamento da educação básica pública no Brasil. Se não houver a aprovação do Fundeb, acaba a educação pública no País”, sentenciou o deputado baiano.

Foto: Gabriel Paiva

Mobilização

Waldenor Pereira disse que o Núcleo de Educação da Bancada decidiu intensificar as mobilizações nacionais como forma de pressão popular para que a matéria seja votada e aprovada no Congresso Nacional.

“Hoje, por exemplo, teve um tuitaço nacional para pressionar o Congresso pela inclusão e votação do Novo Fundeb. Porque, como já destacamos anteriormente, o Fundeb no ano passado representou R$ 165 bilhões. Sem esse recurso e sua ampliação não há como financiar a educação pública”, reiterou.

Na opinião da deputada Rosa Neide, o Novo Fundeb é fundamental para que a volta às aulas em 2021 seja com o mínimo de segurança. Ela lembrou que a mobilização nacional – de todas as instituições da educação – são unânimes no entendimento de se votar o Novo Fundeb, de deixá-lo constitucionalizado e com mais recursos para educação. “Todos estão juntos nessa pauta, e não é possível que a Câmara não se agregue a essa vontade popular”, destacou.

Benildes Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Zarattini defende auxílio emergencial de R$ 600,00 e denuncia Bolsonaro por desprezar drama de milhões de brasileiros

O líder da Minoria no Congresso Nacional, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), acusou hoje (…