Home Portal Notícias Coronavirus Centrais Sindicais realizam ato em defesa da vida e do emprego em frente ao Ministério da Economia

Centrais Sindicais realizam ato em defesa da vida e do emprego em frente ao Ministério da Economia

8 min read
0

Os presidentes da CUT, Força, CSB, UGT, CTB e NCST comandarão o ato que será realizado em frente ao Ministério da Economia (Bloco P, onde fica o gabinete do Paulo Guedes), nesta quarta-feira (8), às 11h. Os dirigentes apresentarão documento elaborado pelo Fórum das Centrais Sindicais com propostas para preservação da vida, geração de emprego, renda básica permanente, além de agenda à retomada da economia. Por meio de um aplicativo, qualquer pessoa poderá participar virtualmente do ato em Brasília.

Não haverá aglomeração. Todos os protocolos sanitários e medidas de proteção serão respeitados para evitar contágio e a propagação da Covid-19. As centrais sindicais defendem o isolamento social e as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) como essenciais ao enfrentamento da pandemia de coronavírus.

O documento já foi entregue oficialmente ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em 21 de junho, durante videoconferência.

Para a deputada e ex-presidenta da CUT do Distrito Federal Erika Kokay (PT-DF), as propostas das Centrais Sindicais demonstram que é possível adotar medidas para reduzir o sofrimento da população mesmo em meio à pandemia.

Foto: Gabriel Paiva

“Estamos vivenciando um período de crise econômica, sanitária e social onde os trabalhadores são os mais prejudicados, com o crescimento do desemprego que hoje já atinge mais da metade da população ativa. As Centrais, por meio dessas medidas, querem provar que é possível construir uma nova lógica para fazer com que os trabalhadores e o País passem por este momento de crise com um mínimo de dignidade. Porém, isso não é possível com a lógica atual implementada por Paulo Guedes-Bolsonaro, que são generosos com os bancos e cruéis com os trabalhadores”, destacou.

Já o deputado Vicentinho (PT-SP) afirma que o ato em Brasília é necessário e urgente. “É mais do que oportuna, essa manifestação das Centrais Sindicais, através de seus presidentes que estarão no Ministério da Economia para garantir direitos, oportunidades, respeito, e a retomada do crescimento e do desenvolvimento para o nosso País. O movimento sindical cumpre um papel extraordinário, e sempre cumpriu, em todos os momentos. Por isso, viva o movimento sindical que defende os direitos da classe trabalhadora, que sempre teve papel de destaque nas conquistas e na resistência”, destacou o parlamentar, ex-presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Foto: Gustavo Bezerra/Arquivo

Propostas

Pela primeira vez nesta pandemia, o presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre, participará presencialmente de um ato. Ele diz que só o fará porque o momento exige o simbolismo das presenças dos dirigentes, em Brasília, em protesto bem embaixo da janela do gabinete do ministro da Economia, Paulo Guedes. “Além de reivindicar, temos propostas”, disse o presidente da CUT.

Entre essas propostas está a prorrogação do auxílio emergencial no valor de R$ 600 até 31 dezembro de 2020, como uma etapa de construção de um programa permanente de renda básica. “O Brasil precisa mudar de rumo, ter um novo modelo econômico. O caminho para o crescimento econômico é olhar à carência do povo”, disse Sérgio Nobre.

Participação virtual

Sem risco de contaminação pela Covid-19, a militância da CUT e das demais centrais sindicais poderão participar do ato em Brasília, nesta quarta-feira (8), às 11h, de forma virtual e em tempo real.

Isso pode ser feito por meio do Manif.app, ferramenta criada na França por sindicalistas, utilizada em manifestações durante a pandemia de coronavírus, os militantes e as militantes marcam presença digitalmente no protesto.

Ao entrar no aplicativo clicando aqui (https://manif.app/?lat=-15.795208757729538&long=-47.869824171066284&zoom=18&lang=pt), você cai direto na Esplanada dos Ministérios, local do protesto. Depois disso, você preenche o campo slogan e coloca a palavra de ordem que quer na sua placa de manifestante.

Clique aqui e veja o passo a passo para participar do Ato (Ps: No “aqui”, colocar o hiperlink a seguir: https://www.cut.org.br/noticias/participe-do-ato-da-cut-e-centrais-em-brasilia-nesta-quarta-8-sem-sair-de-casa-25e9)

Ficha
Ato das Centrais Sindicais
Em frente ao Ministério da Economia
Prédio no bloco P, onde está o gabinete do ministro Paulo Guedes
Quarta-feira, 8 de julho, 2020, às 11h
Pauta – Divulgação das propostas das Centrais.

CUT e PT na Câmara

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bancada do PT apresenta projeto de lei para ampliar alcance do Bolsa Família

Diante do agravamento da crise social no Brasil, com aumento do desemprego e da pobreza ge…