Home Portal Notícias Coronavirus Caso Queiroz pode colocar fim ao governo Bolsonaro, diz Zarattini

Caso Queiroz pode colocar fim ao governo Bolsonaro, diz Zarattini

4 min read
0

Estabilidade do governo de Jair Bolsonaro sofreu duro golpe com prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, escondido na casa de Frederick Wassef, advogado do senador e amigo pessoal da família Bolsonaro. Os últimos acontecimentos ligaram o sinal de alerta no Palácio do Planalto. O medo é de uma possível delação de Queiroz ou do advogado Wassef.

Queiroz, ex-motorista da família Bolsonaro, é acusado de fazer parte de milícias no Rio de Janeiro e de administrar no gabinete do senador Flávio Bolsonaro um esquema de caixinha, quando funcionários repassam parte do salário, que movimentou R$ 7 milhões em três anos. “Finalmente, um milagre aconteceu no Brasil. Acharam o Queiroz! Sua prisão é importante e poderá ajudar a desvendar quem de fato era o cabeça do esquema. Tic tac Flávio!”, comemorou Zarattini pelas redes sociais.

Após a prisão de Queiroz, a Polícia Federal procura agora por Márcia, esposa de Queiroz, considerada foragida. O líder da Minoria no Congresso, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), comenta o caso e avalia que a prisão de Márcia pode implodir de vez o governo. “Bolsonaro e sua turma sabem do impacto dessas prisões. Eles estão alarmados com a situação, pois a mulher Queiroz pode ser uma bomba. Se encontrada, ela pode fazer delação premiada e revelar detalhes do esquema de corrupção que Fabrício Queiroz não contou, ainda”.

Zarattini lembra que a situação do presidente e da sua família poderá se complicar ainda mais com avanço das investigações no Supremo Tribunal Federal sobre quem financia e quem comanda a rede de fake news no Brasil. Apoiadores diretos do governo são alvos dessa operação. “Bolsonaro vem perdendo aliados importantes para a sustentação de seu governo e vai vendo sua base popular evaporar diante da incapacidade de governar e responder as acusações”.

Coronavírus – Diante de tantos escândalos, o governo está paralisado e “ausente” dos debates e ações sobre o controle da pandemia. “Nós aqui no Congresso queremos que as coisas andem e estamos lutando para isso, tentando aprovar inclusive a prorrogação do auxílio emergencial. Sobre o Queiroz, esperamos que ele conte sobre os milicianos do Rio do Janeiro e o esquema de ‘rachadinha’ do Flávio Bolsonaro”.

Assista:

 

Assessoria de Comunicação

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Câmara aprova pagamento de precatórios com desconto e amplia recursos para o combate à pandemia

Com o voto favorável do PT, o plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (15) …