Home Portal Notícias Coronavirus Parlamentares do PT comentam possível saída de Weintraub do Ministério da Educação

Parlamentares do PT comentam possível saída de Weintraub do Ministério da Educação

5 min read
0

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, está com os dias contados e pode cair a qualquer momento, de acordo com reportagem do jornal Folha de S.Paulo, publicada nesta segunda-feira (15). Um interlocutor do presidente Jair Bolsonaro já havia avisado aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que Weintraub sairia do governo em breve. A reportagem relata ainda, que os magistrados acreditam que o ministro da Educação pode ser preso se continuar atacando as instituições, como tem insistido em fazer.

A deputada Erika Kokay (PT-DF) destacou em sua rede social que “Weintraub pode cair a qualquer momento e ainda acabar preso por ataques contra as instituições e ministros do Supremo. A multa de R$ 2 mil por sair às ruas do DF sem máscara é só o início da fatura”.

Para o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), a saída de Weintraub é um alívio para a Educação brasileira. “Weintraub está de saída. Um alívio para educação brasileira. Ele tem uma agenda de destruição das políticas públicas construídas nos governos Lula e Dilma que promoveram o acesso da juventude à universidade. Ele ataca a pesquisa, a ciência, as humanidades e o ensino público”.

“O governo Bolsonaro não deixará de ser protofascista com uma eventual demissão de Weintraub. Não há maquiagem que dê conta de tantos crimes de responsabilidade, nem de sua política genocida ante a Covid-19. Seguimos Fora Bolsonaro. O bolsonarismo não tem conserto”, afirmou a deputada Margarida Salomão (PT-MG).

O deputado Rogério Correia (PT-MG) denunciou que Bolsonaro está abandonando a todos para salvar sua família e a si mesmo. “Seu Jair Bolsonaro vai abandonando a todos para tentar salvar a si e sua família: Alexandre Frota, Joice Hasselman, Mandetta, Moro, Sara, Weintraub… Sara presa e Weintraub no olho da rua. Chegando no mandante!”.

Para o deputado João Daniel (PT-SE), Weintraub não faz jus ao cargo de ministro da Educação. “Assim como Bolsonaro não tem competência para exercer o cargo de presidente da República. O melhor para o País é a interrupção desse governo de milícias e do ódio”, defendeu.

Já a deputada Luizianne Lins (PT-CE) duvida da demissão do ministro. “Weintraub, o destruidor da educação, resolveu desobedecer ao patrão Bolsonaro e ir à manifestação de domingo pelo fim do STF. Dizem que vai ser demitido, duvidamos!”.

E na avaliação do deputado Nilto Tatto (PT-SP), Weintraub é apenas um fantoche que representa Bolsonaro, sua família e seus apoiadores. “Sem dúvida a provável saída de Weintraub do MEC é boa. Porém, está longe de ser alvissareira, já que o pior ministro da história é um mero fantoche a representar o lado mais obscuro da seita liderada pelo capitão de milícias, seus filhos e Olavo do Baralho”.

Lorena Vale

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT repudia violência policial contra assentamento em Minas Gerais

Em nota divulgada nesta sexta-feira (14), o PT repudia a violência da PM-MG na ação de rei…