Home Portal Notícias Coronavirus Ajuda do governo Bolsonaro aos estados para combater a pandemia é insuficiente, afirma Assis Carvalho

Ajuda do governo Bolsonaro aos estados para combater a pandemia é insuficiente, afirma Assis Carvalho

6 min read
0

Apesar do crescimento vertiginoso dos casos de coronavírus no País, com quase 515 mil casos (514.992), e também do número de mortes, com quase 30 mil mortes (29.341) – dados deste último domingo (31) – os estados ainda esperam a ajuda prometida pelo governo Bolsonaro para combater a pandemia. O deputado Assis Carvalho (PT-PI) afirmou nesta segunda-feira (1º) que, ao concentrar grande parte da arrecadação, o governo federal tem o dever de ajudar os estados em uma situação de calamidade pública nacional, como no caso da Covid-19. Porém, ele lamentou que os recursos liberados até agora não foram suficientes para socorrer a população.

Foto: Gustavo Bezerra

“Esse governo não tem compromisso com o cidadão e com a cidadã. A maior parte dos recursos públicos está sendo encaminhada para salvar o rentismo, os banqueiros e grandes empresários. Isso tem endividado os estados, que tem procurado outros meios para salvar vidas, tirando muitas vezes de um orçamento que teria outras finalidades ou tomando empréstimos para poder salvar o povo, já que o governo federal nega os recursos”, afirmou.

Segundo dados coletados pelo Núcleo de Acompanhamento de Políticas Públicas (NAPP- Saúde), ligado ao PT e coordenado Arthur Chioro, ex-ministro da Saúde no governo Dilma Rousseff, o governo Bolsonaro não tem cumprido o que prometeu. O governo federal, por exemplo, indicou recentemente, por meio da medida provisória (MP 970/2020) R$ 29,5 bilhões para investimentos na área da saúde dos estados e municípios. No entanto, até agora liberou apenas R$ 8,5 bilhões.

Além de não enviar os recursos aos estados, o governo Bolsonaro também não cumpre a promessa que fez de auxiliar os governadores e prefeitos no envio de testes, respiradores e na criação de leitos de UTI. O governo prometeu 46,2 milhões de testes, mas até agora apenas 10,6 milhões foram entregues. Em relação aos respiradores, foram prometidos 14.100, mas até agora apenas 1.612 foram disponibilizados. Sobre os leitos de UTI, o governo Bolsonaro prometeu que criaria 3 mil novos leitos, mas até agora só 540 foram efetivados.

Avanço da Covid-19 no Brasil

Segundo dados atualizados desta segunda-feira (1º), obtidos pelo G1 junto às secretarias estaduais de Saúde de todo o Brasil, o País já conta com quase 515 mil casos oficiais de coronavírus e 30 mil mortes. Assim, o Brasil já é o segundo país com mais casos no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, que registram mais de 1,7 milhão de casos, segundo balanço da Universidade Norte-Americana Johns Hopkins. Em número de mortos, o Brasil ocupa a 4ª posição mundial, atrás apenas dos EUA, Reino Unido e Itália.

Apesar dos números alarmantes, estudos indicam que, devido as subnotificações, o cenário pode ser ainda pior. Pesquisa da Universidade Federal de Pelotas (RS) indica que o Brasil tem sete vezes mais casos de coronavírus do que aponta as estatísticas oficiais.
Dados do painel Coronavírus Brasil, divulgado pelo Núcleo de Acompanhamento de Políticas Públicas (NAPP- Saúde) do PT, apontam que a pandemia no Brasil cresce de forma descontrolada. A pouco mais de um mês, por exemplo, no dia 28 de abril, o Brasil tinha 71.886 casos confirmados e 5.385 óbitos. Já neste último domingo (31), foram confirmados 514.849 casos de Covid-19, e 29.314 mortes.

Héber Carvalho com informações do NAPP- Saúde e G1

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bolsonaro ignora o povo: 10 milhões de brasileiros pediram e até hoje não receberam ajuda emergencial

“O governo não sabe operar o auxílio emergencial esta é a verdade”, critica a presidenta d…