Home Portal Notícias Comitê Lula Livre de Madri comemora um ano de luta por Lula Livre

Comitê Lula Livre de Madri comemora um ano de luta por Lula Livre

6 min read
0

O Comitê Lula Livre localizado na capital da Espanha, Madri, completa um ano de luta por Lula Livre. Os comitês internacionais em defesa de Lula e da democracia no Brasil são grupos amplos e plurais de entidades nacionais, internacionais e personalidades que defendem a restauração da democracia no Brasil e o direito de Lula a um julgamento justo e imparcial.

O líder da Bancada do PT na Câmara, Enio Verri (PR), parabenizou o comitê por seu primeiro aniversário. Para Enio, o comitê prova que a classe operária está no mundo todo. “Eu quero saudar a festa de primeiro aniversário do Comitê Lula Livre de Madri, provando, primeiro, que a classe operária é internacional; segundo, que Lula, muito mais que um homem que tem uma história linda de compromisso com um povo maravilhoso, ele é um símbolo, símbolo de quem luta pela justiça, pela igualdade social e, principalmente, porque a bandeira do Lula Livre sempre estará presente nas lutas sociais para que tenhamos não só o Brasil, mas o mundo cada vez mais livre. Por isso, viva o Comitê Lula Livre de Madri!, viva a grande luta de Lula Livre e, principalmente, Lula inocente”.

De acordo com Renecéya de Mello, uma das integrantes do comitê, a fundação do Comitê em Madri se deu após um pedido da ex-presidenta Dilma Rousseff, com as bandeiras de “Quem mandou matar Marielle Franco e Lula Livre”. “Fundamos o comitê com um grupo de quatro companheiros no WhatsApp. Nós não tínhamos nada quando começamos”, afirmou Renê, como é chamada pelos companheiros. O comitê foi aberto após a prisão do ex-presidente Lula e não conta só com petistas, mas também com simpatizantes que são a favor da democracia no Brasil. Hoje o grupo tem mais de 80 pessoas. Além de brasileiros, muitos espanhóis participam, principalmente, nos eventos.

Seria realizado uma festa para comemorar a data, mas com a pandemia da Covid-19, Renê decidiu fazer diversos vídeos comemorativos que estão sendo divulgados nas redes sociais oficiais do comitê. Participam dos vídeos Coletivos Migrantes, lideranças políticas da esquerda e artistas.

Liberdade plena

A deputada Gleisi Hoffmann (PR), presidenta do PT Nacional, agradeceu a “todos as companheiras e companheiros por tudo que fizeram e estão fazendo em Madri na luta pelo enfrentamento com a justiça para libertar Lula”. Gleisi ressaltou que Lula está solto, mas não está livre.

“Lula está solto, mas ainda não está livre. Temos que continuar a luta pela sua liberdade plena, pelo resgate de seus direitos políticos e agora, também, continuar essa luta contra Bolsonaro, continuar não, fazer uma luta mais forte ainda contra Bolsonaro. Ele está levando o Brasil e o povo brasileiro para uma tragédia, sei que vocês estão acompanhando”, afirmou a petista.

Gleisi observou ainda que apesar de todo o isolamento social que o mundo está vivendo por causa da pandemia do novo coronavírus, a luta continua. “Todos nós estamos neste momento em isolamento social por conta da pandemia, mas não deixamos de lutar e nem de nos conectar. Lula livre, Fora Bolsonaro”, destacou.

 

 

Lorena Vale

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas afirmam que governo Bolsonaro tem grande responsabilidade em queda recorde do PIB em 2020

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara afirmaram nesta quarta-feira (3) que a política e…