Home Portal Notícias Waldenor Pereira destaca união da Bancada do PT em defesa do adiamento do Enem

Waldenor Pereira destaca união da Bancada do PT em defesa do adiamento do Enem

5 min read
0

O deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA) defendeu o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), durante sessão plenária da Câmara dos Deputados, em modo remoto, nesta quarta-feira (20). Segundo o coordenador do Núcleo de Educação do Partido dos Trabalhadores, o projeto de lei (PL 1.277/2020) que trata do adiamento do Enem é a pauta mais importante para a juventude, pois, caso sejam mantidas as datas das provas – como quer o governo Bolsonaro -, milhões de estudantes serão prejudicados. “Especialmente estudantes das escolas públicas estarão impedidos de participar do exame”, declarou Waldenor.

O Brasil e o mundo vivem uma pandemia mundial. No Brasil, devido à negligência do governo, não há perspectiva de ela ser debelada antes de dezembro, comprometendo o ano letivo que deverá ser remanejado para que nenhum estudante seja prejudicado. O deputado lembrou que as instituições de ensino estão com suas atividades paralisadas e não há previsão de encerramento do ano letivo, em dezembro. “Ultrapassando-se a data do mês de outubro, tendo em vista a incompatibilidade da data fixada para a realização das provas e a conclusão do ano letivo, milhões de estudantes estarão impedidos de participar da realização do Exame”, apontou Waldenor.

O deputado destacou que o Enem é o principal meio de acesso de estudantes pobres ao ensino superior e mais de 50% deles não têm internet nem para se inscreverem no exame e nem para estudar. Waldenor asseverou que a falta de sinal de internet é apenas um dos problemas desses estudantes que, de acordo com o parlamentar, vivem em condições precárias de habitabilidade, como a falta de fornecimento de água e tratamento sanitário. Waldenor ressaltou que a manutenção da data faria milhões de estudantes pobres disputarem com filhos de famílias abastadas, que possuem mais condições de ampliar o acesso à informação.

De acordo com o deputado, das 10 proposições que tramitam na Câmara dos Deputados, sobre esta matéria, cinco são de autoria dos deputados da Bancada do PT. O programa foi criado nos governos de Fernando Henrique Cardoso, mas Waldenor ressaltou que o Enem se agigantou nos governos Lula e Dilma. Ele citou o exemplo da implementação do SISU que permitiu a ampliação do número de inscritos e o fortalecimento da democracia do acesso ao ensino superior.

Mobilização de entidades

Waldenor destacou que a aprovação do projeto, ou o recuo do governo Bolsonaro da decisão de manter a data, será uma grande vitória da juventude brasileira, através de suas entidades de representação estudantil, como a UNE, a UBES, entre outras, que reagiram prontamente ao governo Bolsonaro com uma mobilização nacional, denominada de “Adia Enem”. “Ela contou com o apoio de diversas personalidades e entidades do mundo educacional e dos direitos humanos, como OAB, CNBB, que reconheceram o clamor da nossa juventude para o adiamento do Enem, para que todos os estudantes, especialmente os da escola pública, possam participar desse exame tão significativo e relevante para permitir o acesso dos nossos estudantes ao ensino superior”, destacou Waldenor.

PT na Câmara

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líder Enio Verri cobra votação de pedido de impeachment de Bolsonaro

O líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados, Enio Verri (PR), cobra da Pr…