Home Portal Notícias Artigos Guimarães: “O Brasil não aguenta mais: Fora, Bolsonaro!”

Guimarães: “O Brasil não aguenta mais: Fora, Bolsonaro!”

10 min read
0

O Brasil está cansado da irresponsabilidade, incompetência e desumanidade de Jair Bolsonaro. Estamos num momento crítico da vida nacional, com a morte diária de mais de 1000 brasileiros atingidos pela Covid-19 e uma gigantesca crise econômica agravada pela pandemia, mas Bolsonaro não age para resolver nem uma coisa nem outra. Prefere passar o tempo fazendo piadinhas sádicas diante da abissal crise sanitária e econômica em nosso país.

É um irresponsável, com claros traços de anomalia mental e adorador da morte. A única saída para o bem da população brasileira é a união de todas as forças democráticas em torno do impeachment de Bolsonaro o mais rápido possível. O Brasil não aguenta mais Bolsonaro.

Os partidos de oposição, juntos com mais de duas centenas de entidades de peso da sociedade brasileira, movimentos populares e juristas, vão protocolar nesta quinta-feira (21), na Câmara dos Deputados, pedido de impeachment de Bolsonaro. Desde que assumiu o cargo, em 1º de janeiro de 2019, surgiram no mínimo 17 motivos para afastar o capitão-presidente do cargo por quebra de decoro.

Ofensa à Constituição- Os últimos casos foram as manobras de interferência na Polícia Federal e falsidade ideológica no caso do exame de Covid-19, além dos estímulos a uma escalada autoritária, ao participar de atos em prol do fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, afrontando a Constituição.

Bolsonaro já cometeu diferentes e graves delitos ou má conduta no exercício de suas funções. Se fosse apenas por incompetência, já teria sido demitido a bem do serviço público.

O presidente da República comporta-se como um desmiolado diante do momento sombrio em que vivemos. Renega a ciência, defende soluções miraculosas para tratamento da Covid-19, zomba da dor de quem tem perdido entes queridos para o coronavírus. Mais grave é que tenta politizar a questão, manipulando redes sociais e a máquina de comunicação pública mantida pelos contribuintes para jogar a população contra governadores e prefeitos, os quais seguem rígidos padrões científicos da Organização Mundial de Saúde para controlar a expansão da doença.

Bolsonaro sequer dá importância ao Ministério da Saúde, órgão abandonado e aparelhado por fardados em plena pandemia. Quem tem sentimento humanitário e defende a vida está chocado.

Campanha Fora, Bolsonaro! – Nesse cenário cruel, é preciso incrementar a campanha “Fora, Bolsonaro!”. O Brasil tem um “governo” que não dá resposta à crise imensa que estamos vivendo e não tem condições e nem capacidade administrativa e humana de conduzir o País.

Afora os crimes de responsabilidade, entendemos também que Bolsonaro poderia ser afastado por decisão da Justiça Eleitoral, com a eventual cassação da chapa presidencial eleita em 2018. Essa posição consolida a posição das esquerdas e dos democratas brasileiros. O PT tem quatro ações na Justiça Eleitoral que pedem a cassação de chapa de Bolsonaro e Hamilton Mourão.

O general vice-presidente Mourão também não é solução para a grave crise que enfrentamos, embora seja inegavelmente mais bem preparado que o capitão. A chapa foi eleita num processo suspeito, que vai desde a atuação do então juiz Sérgio Moro à frente da Lava Jato até a manipulação de redes sociais e uso de instituições como a Polícia Federal para abafar escândalos envolvendo a família Bolsonaro com milicianos no Rio de Janeiro.

Novas eleições – A oposição defende a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 227/2016, do ex-deputado Miro Teixeira (RJ), já com tramitação adiantada, ou a 37/2019, apresentada pelos deputados federais petistas Henrique Fontana (RS) e Paulo Teixeira (SP). As duas propostas preveem a realização de eleições presidenciais em caso de vacância do cargo, por qualquer motivo, até seis meses antes do fim do mandato. Não basta encerrar o governo Bolsonaro, é preciso substituí-lo por um governo eleito pelo povo, para salvar a vida da população, os empregos, a renda e a própria democracia.

A permanência do atual governo é uma ameaça ao futuro do Brasil. É um governo que desmonta políticas públicas conquistadas ao longo de décadas. Desmantela o serviço estatal de defesa do meio ambiente e estimula criminosos a agirem livremente na destruição da Amazônia. Impulsiona o genocídio de povos indígenas. Odeia os pobres. Quer acabar com todos os direitos trabalhistas e sociais. É um governo que no dia a dia desrespeita a soberania nacional, alinhando-se como satélite dos Estados Unidos.

O objetivo de Bolsonaro é agradar ao grande capital nacional e estrangeiro, mas o que consegue é turbulência e incertezas que acabam, em última análise, sendo um tiro de canhão contra os próprios interesses econômicos. O cenário atual é de terra arrasada. Diante disso, o PT também decidiu iniciar os debates para a construção de um projeto para a recuperação da economia do País após a crise do coronavírus e o desastre nacional legado pelos governos Temer e Bolsonaro.

Bolsonaro já ultrapassou todos os limites aceitáveis para um presidente É a hora de união de todas as forças democráticas em torno de uma campanha nacional Fora, Bolsonaro!, em defesa da vida e da democracia.

José Guimarães é deputado federal (PT-CE) e líder da Minoria na Câmara dos Deputados

Artigo publicado originalmente no Jornal GNN

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líder Enio Verri cobra votação de pedido de impeachment de Bolsonaro

O líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados, Enio Verri (PR), cobra da Pr…