Home Portal Notícias Coronavirus Coronavírus: Rui Falcão denuncia Bolsonaro à OMS como ameaça ao Brasil e ao mundo

Coronavírus: Rui Falcão denuncia Bolsonaro à OMS como ameaça ao Brasil e ao mundo

3 min read
0

O deputado federal Rui Falcão (PT-SP) encaminhou hoje (6), à Organização Mundial da Saúde denúncia e pedido de providências diante dos pronunciamentos e atitudes do presidente de extrema direita Jair Messias Bolsonaro contrários às recomendações da própria OMS e do Ministério da Saúde do Brasil para o enfrentamento à pandemia de coronavírus.

O parlamentar solicitou que a OMS exija “esclarecimentos e retratações” do presidente da República, já que entende que Bolsonaro e sua equipe violam o Código Sanitário Pan-Americano, afrontando orientações sanitárias e científicas e colocando em risco a população do Brasil e “de todo o mundo”.

Presidente nocivo ao mundo

Para o deputado, o comportamento, as declarações e a funesta campanha “O Brasil não pode parar” – barrada pela Justiça – podem ser qualificados como “atentados à paz e à saúde individual e coletiva pátria”. Para Falcão, pronunciamentos de Bolsonaro e os termos da campanha O Brasil Não Pode Parar são “altamente nocivos à saúde pública nacional e internacional”.

Rui Falcão solicitou à OMS que o litígio do governo brasileiro encabeçado por Bolsonaro seja levado às Nações Unidas “para as providências necessárias e a seu bom e efetivo cumprimento”.

O petista, com base nos termos do Regulamento Sanitário Internacional, solicitou à OMS que obrigue o governo brasileiro a acatar as recomendações expedidas pela Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) e da própria OMS em relação às determinações de quarentena e isolamento social horizontal, bem como as demais necessárias para enfrentar a Covid-19.

Leia a íntegra da petição:

Representação Rui Falcao OMS

Assessoria de Imprensa

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Solidariedade: Dia das Mães será de amor e alimentos

A pandemia do Coronavírus trouxe inúmeras perdas no mundo inteiro. Com ela, veio o desempr…