Home Portal Notícias Coronavirus Ação que visa cassar registro do PT é pura perseguição; não há prova, afirmam petistas

Ação que visa cassar registro do PT é pura perseguição; não há prova, afirmam petistas

15 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara manifestaram pelo Twitter indignação com a decisão do vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill de Goés, que deu parecer favorável ao prosseguimento de uma ação que pede a cassação do registro do Partido dos Trabalhadores. Baseado em uma delação premiada da Lava Jato, a acusação diz que o partido teria recebido recursos de empresas estrangeiras, o que é vedado pela lei dos Partidos Políticos. Os deputados e deputadas petistas repudiaram a decisão classificando-a como parcial e sem provas. A ação motivou um tuitaço na noite deste sábado (4) com a hastag #NinguémApagaNossaEstrela.

Para o líder do PT na Câmara, deputado Enio Verri (PR), essa é mais uma das várias acusações sem provas fabricadas pela operação Lava Jato. “Faltam provas e sobram ilações de delações premiadas de desesperados para deixar as masmorras. A Lava Jato construiu uma indústria de delações premiadas. De todo modo, é bom que fique evidente o alinhamento ideológico de postos de decisão da PGE”, afirmou.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), já havia divulgado na noite de sábado (4), em nota oficial do partido, que “não existem quaisquer provas das supostas irregularidades que ensejam o cancelamento do registro”. Em mensagem no Twitter, Gleisi declarou que a decisão do vice-procurador eleitoral não abala o partido.

“Já decretaram o fim do PT, mas seguimos firmes e fortes em defesa do trabalhador e por um Brasil soberano e mais justo. Adversidades não nos esmorecem. Antes, agora e sempre seguiremos de cabeça erguida na certeza de que estamos do lado certo da história”, ressaltou.

Já o líder da Minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), apontou interesses eleitorais na decisão de dar prosseguimento à ação de cassação de registro do partido. “Ameaça de cassar o registro do PT é um ato fascista, terrorista e de ameaça à democracia. Isso visa criar insegurança no último dia de filiação partidária para efeitos das eleições municipais. Um procurador a serviço do fascismo!”, acusou.

 

Leia outras mensagens, postadas no Twitter, contrárias à decisão:

Deputado Carlos Zarattini (PT-SP), líder da Minoria no Congresso – “Esse intempestivo pedido de cancelamento de registro do PT diante do TSE é ridículo já que não há prova de nenhuma irregularidade. Mais uma ilação desproporcional e despropositada contra o PT”.

Deputado Paulo Pimenta (PT-RS) – “Mais um ato covarde e autoritário contra o PT protagonizado agora pelo vice-procurador-geral eleitoral. Ele deveria se preocupar com a indústria de Fake News, com financiamento suspeito da Campanha de Bolsonaro de 2018”.

Deputado Helder Salomão (PT-ES) – “Tentativa de cassar o registro do PT é um ato fascista e de ameaça à democracia. Querem extinguir o partido que nasceu para dar vez e voz aos trabalhadores. Não aceitaremos mais esta tentativa de intimidação. Não vão calar nossa voz!”

Deputada Erika Kokay (PT-DF) – “Tentativa de cassar o PT reflete o medo da elite. Somos o partido que mudou o Brasil, reduziu desigualdades, gerou oportunidade aos mais pobres. Se pensam que vão nos enterrar, esquecem que somos sementes”.

Deputado Alexandre Padilha (PT-SP) – “Mal sabe o vice-procurador eleitoral que não se cassa a vontade do povo. O PT lutará com todas suas forças para seguir representando o povo brasileiro em sua luta por uma vida mais digna”.

Deputado Rogério Correia (PT-MG) – “Procurador eleitoral partidário da direita é ofensa à democracia. Só faltava esta, ameaçar colocar o PT na clandestinidade!”

Deputada Maria do Rosário (PT-RS) – “Querem apagar nossa estrela. Querem tolher nossa liberdade. Querem destruir nossa força. Querem acabar com a nossa raça. Querem impedir nosso partido. Não vão conseguir. Nenhum fascista vai nos calar, PT. Somos gente temperada para resistir”.

Deputada Natália Bonavides (PT-RN) – “Perseguir e cassar partidos é algo que só acontece em épocas autoritárias. É aberrante a manifestação do vice-procurador-geral eleitoral sobre pedido de cancelamento de registro do PT. Ninguém vai calar o Partido dos Trabalhadores!”

Deputado Airton Faleiro (PT-PA) – “Ação Política de vice-procurador visa prejudicar participação do PT nas próximas eleições. O objetivo é claro: gerar desconfiança nos pré-candidatos às próximas eleições quanto à viabilidade do PT. Mas eles não conhecem a nossa força e persistência”.

Deputado Rubens Otoni (PT-GO) – “Eles não aprendem mesmo. Não percebem que o PT não é um registro. É um ideal, é uma utopia de uma nova sociedade. Justa, fraterna e solidária. Quanto mais nos perseguem, mais cresce a nossa vontade de lutar.”

Deputado Frei Anastácio (PT-PB) – “Fizemos os melhores governos da história do Brasil. Lula mostrou que o povo é solução, não é problema. E por isso o povo avançou tanto em nossos governos”.

Deputado Afonso Florence (PT-BA) – “É um ataque à democracia brasileira. Não se sustenta, vai cair! As liberdades democráticas sobreviverão a mais este ataque. Vida longa ao PT! Vida longa à democracia!”.

Deputado Nilto Tatto (PT-SP) – “Tentar calar o PT é só mais uma investida dos que flertam com o obscurantismo e o arbítrio. O PT tem 40 anos de história em defesa da democracia e do povo brasileiro, Não se calará diante de mais uma investida fascista”.

Deputado Zeca Dirceu (PT-PR) – “Morrem de medo do voto, morrem de medo do PT ser vitorioso no voto popular. Em 2018 o PT foi o partido QUE MAIS ELEGEU CANDIDATOS, foram 189 eleitos. Bando de golpistas arruinaram o Brasil de 2015 pra cá e continuam querendo destruir a democracia”.

Deputado Bohn Gass (PT-RS) – “O PT nasceu da esperança. E a esperança é maior do que o fascismo, pois não tolera ditaduras e abomina a escravidão. O PT nasceu do povo, e quando o povo quer, ninguém domina”.

Deputada Luizianne Lins (PT-CE) – “Vergonhoso o parecer do vice-procurador eleitoral Renato Brill sobre a ação que pede o cancelamento do registro do PT junto à Justiça Eleitoral. Querem calar a voz da oposição! Não aceitaremos e não recuaremos na defesa dos direitos do povo brasileiro!”.

Deputado Paulo Guedes (PT-MG) – “O PT nasceu das lutas populares para defender a democracia e os direitos do povo. A história do nosso partido é a história do povo trabalhador desse país. Esse é o motivo da perseguição ao PT. Querem nos calar, mas jamais conseguirão porque Ninguém Apaga Nossa Estrela”.

Deputado Alencar Santana Braga (PT-SP) – “Os fascistas não conseguem resolver problemas do povo e querem desviar a atenção banindo o partido da luta pelos trabalhadores. Pouco lastro probatório + jurisprudência que não permitirá essa ameaça à democracia!”

Deputado Zé Carlos (PT-MA) – “Não há nenhuma prova que nos justifique a pretensão de cancelamento do registro do PT. É mais um ato arbitrário e que lamentavelmente, fica evidente a intenção política nesse caso do Vice-Procurador em querer a extinção do PT”.

Deputado José Ricardo (PT-AM) – “O PT nasceu da luta do povo pelos direitos dos trabalhadores, pela justiça social, pelos mais pobres, contra as desigualdades. Isso incomoda os poderosos. Por isso tentam acabar com o PT e suas lideranças. Mas a luta continua. Ninguém apaga essa estrela”.

Deputado Joseildo Ramos (PT-BA) – “O PT enverga, mas não quebra. Sabe por quê? O PT não é uma sigla, é uma ideia que permeia milhões de brasileiros. E como disse nosso ex-presidente Lula, ninguém pode acabar com uma ideia. Não será uma canetada viciada que irá conseguir”.

Deputada Margarida Salomão (PT-MG) – “Na calada da quarentena, novo golpe. Bolsonaro instrumentalizou parte do Ministério Público para atacar o PT. Em vez de trabalhar, só atrapalha. Agora, quer desviar a atenção de sua incompetência perseguindo seus inimigos, enlameando a justiça”.

Deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) – “Qualquer casa, ponto comercial ou cidade deste país tem a marca dos governos do PT. Lula e Dilma imprimiram em seus mandatos o ideal de justiça social, pilar fundante do Partido dos Trabalhadores. Nada apagará esta estrela”.

 

Héber Carvalho

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

“Um presidente que joga contra o País não merece mais permanecer governando”, destaca Luizianne Lins

“Neste momento de desgoverno, neste momento de acinte à democracia, nós ainda termos que c…