Home Portal Notícias Coronavirus Petistas denunciam que ‘fábrica’ de fake news contra o PT continua ativa

Petistas denunciam que ‘fábrica’ de fake news contra o PT continua ativa

5 min read
0

A desonestidade do bolsonarismo tentou atingir o Partido dos Trabalhadores e a presidenta da sigla, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), nesse domingo (29). Desta vez, a ‘fábrica’ de fake news bolsonarista – que funcionou a todo vapor na campanha presidencial de 2018 -, voltou a sua carga contra o correto desempenho do PT no Congresso Nacional, que apresentou projetos – junto com a oposição – para enfrentar a pandemia do coronavírus. As medidas do PT foram aprovadas pela Câmara Federal e serão votadas ainda nesta segunda-feira (30), pelo Senado.

“É notório que o bolsonarismo continua com a mesma estratégia de disseminação de informações falsas para confundir o povo. Este certamente é mais um exemplo”, denunciou a deputada Natália Bonavides (PT-RN), sobre a tentativa dos bolsonaristas de atribuírem à presidenta Gleisi Hoffmann a autoria de uma mensagem que diz para que petistas abram mão da renda básica, proposta aprovada pela Câmara, na semana passada. Bonavides é membro titular da CPMI das Fake News no Congresso Nacional.

Nas redes sociais, Gleisi desmentiu a fake news e disse que “jamais diria para as pessoas não aceitarem ajuda nessa hora. Lutamos para aprovar a renda mínima para as pessoas passarem por esse momento difícil”.

A presidenta do PT esclareceu ainda que partiu do PT, em conjunto com outros partidos de oposição, a iniciativa de aumentar para R$ 600 o módico valor de R$ 200 sugerido por Bolsonaro. “Dobramos o valor para mulheres que sozinhas criam filhos menores (mães chefes de família receberão R$ 1.200). Não acreditem em fake news”, recomendou a petista.

Bandeira histórica

Natália Bonavides disse que recebeu com indignação a mensagem que está circulando na internet atribuída falsamente à presidenta Gleisi Hoffmann. “Em uma única mensagem, diversas mentiras: em primeiro lugar porque a renda mínima de R$ 600 foi garantida pelos esforços da oposição. O valor proposto por Bolsonaro foi de R$200, uma verdadeira vergonha”, afirmou Natália Bonavides.

A deputada potiguar ressaltou o papel do PT nessa luta histórica de proporcionar melhoria na renda do trabalhador brasileiro. “A defesa da renda básica é uma luta histórica de nosso partido”. Ela lembrou ainda que todas as propostas apresentadas no parlamento pelo PT para enfrentar a crise “são justamente para proteger os trabalhadores e a população mais vulnerável”.

A deputada Luizianne Lins (PT-CE), que também participa da CPMI das Fake News, teceu críticas às mentiras dos bolsomínions. “O que temos aqui é uma repetição do mesmo método desonesto que levou Jair Bolsonaro à presidência. Ao invés do presidente pedir desculpas por suas negligências e mudar a postura, bolsonaristas estão promovendo mais uma enxurrada de notícias falsas na Internet. Desesperados diante de sua própria irresponsabilidade e incompetência para gerenciar o Estado brasileiro, tentam transferir sua culpa para outras pessoas através de fake news”, finalizou.

Benildes Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líder do PT cobra explicações do governo sobre diretor do BC que vive nos EUA

O líder do PT na Câmara, Enio Verri (PR), protocolou hoje (24) requerimento de informações…