Home Portal Notícias Coronavirus Covid-19: PL de petistas requer suspensão de pagamento de dívida de agricultores familiares e pescadores

Covid-19: PL de petistas requer suspensão de pagamento de dívida de agricultores familiares e pescadores

5 min read
0

Com assinatura do deputado federal Carlos Veras (PT-PE) e de todo Núcleo Agrário da Bancada do PT, foi protocolado na Câmara o projeto de lei (PL 886/20), que assegura amparo a mais de 300 mil famílias de agricultores familiares e de pescadores brasileiros a fim de reduzir os impactos socioeconômicos do coronavírus (Covid-19). O projeto propõe a suspensão das dívidas dessas populações pelas instituições financeiras de operadoras do crédito rural, da cobrança de dívidas vencidas relativas de qualquer natureza, bem como a suspensão da contagem de tempo de inadimplência para as dívidas vencidas.

A proposta, que deve vigorar durante o período de vigência do estado de calamidade pública no País, prevê a garantia de aquisição dos produtos da agricultura familiar e da pesca artesanal, assistência à conservação ambiental, concessão de crédito, apoio tecnológico, auxílio emergencial, manutenção do fornecimento de água, energia e gás, entre outras garantias.

“Nesse momento de calamidade pública, o Estado tem o dever de proteger toda a população, prioritariamente os setores mais vulneráveis, estando os agricultores familiares e pescadores entre eles. Por isso, a relevância desse projeto nesse contexto”, defende o deputado e secretário-geral da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, Carlos Veras.

Programa de Aquisição de Alimentos

O projeto prevê a compra de gêneros alimentícios por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) ou por via direta de parcela da produção de agricultores familiares e pescadores artesanais, paralisada em razão da suspensão do funcionamento de feiras livres e outros equipamentos de comercialização direta por conta das ações de combate à pandemia. A proposição também prevê assistência, através do Programa de Apoio à Conservação Ambiental para os inscritos no cadastro do Ministério do Meio Ambiente.

Com isso, estão previstas as seguintes ações: concessão de crédito às famílias assentadas; desenvolvimento de assentamentos rurais; apoio a tecnologias sociais de acesso à água para consumo humano e produção de alimentos na zona rural; aquisição e distribuição de alimentos da agricultura familiar; e auxílio emergencial aos pescadores residentes nos municípios atingidos pelo derramamento de petróleo na costa brasileira.

O projeto determina ainda que o governo federal, durante o Estado de calamidade, garanta o fornecimento dos serviços essenciais de luz e água com a suspensão das cobranças e o fornecimento de um bujão de gás por mês para cada família beneficiária do programa Bolsa-Família. Também propõe a suspensão da cobrança de dívidas vencidas relativas a essas operações, bem como da contagem de tempo para as dívidas vencidas.

Outras medidas direcionadas à agricultura familiar e a assalariados rurais estão sendo elaboradas pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Assalariados e Assalariadas Rurais (Contar), em conjunto com Frente Parlamentar da Agricultura Familiar.

Assessoria Parlamentar

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Zé Carlos apresenta emendas para aperfeiçoar MP que altera regras trabalhistas

O deputado Zé Carlos (PT-MA) apresentou, no Congresso Nacional, 19 emendas à medida provis…