Home Portal Notícias Coronavirus Frei Anastácio é contra qualquer projeto de redução de salários de trabalhadores

Frei Anastácio é contra qualquer projeto de redução de salários de trabalhadores

4 min read
0

O deputado federal Frei Anastácio (PT-PB) afirmou, hoje (23), que é contra qualquer projeto de redução de salários de funcionários da iniciativa privada e servidores públicos. Como saída para a crise ele defende que, vez de confiscar salários, o Congresso Nacional aprove, com urgência, a taxação das grandes fortunas no Brasil, que estão concentradas nas mãos de 206 bilionários.

“Eles dominam uma fortuna acima de R$ 1,2 trilhões, representam 1% da população e pagam impostos menores do que a classe média, que arca com 15% dos tributos”, argumentou o deputado.

Além disso, o parlamentar segue as orientações do Partido dos Trabalhadores que propõe a suspensão do pagamento dos juros da dívida pública. “Só com a taxação das grandes fortunas, em 3% ao ano, o governo arrecadaria cerca de R$ 36 bilhões. Portanto, existem saídas para evitar corte de salários de servidores e trabalhadores. É só deixar de proteger as grandes fortunas, que começaremos bem”, afirmou.

Redução de salários é inconstitucional

O deputado informou que existe em tramitação na Câmara, o projeto de lei 699/20 do deputado Alexis Fonteyne (Novo-SP), que propõe a redução de jornada e salário de trabalhadores no caso de enfrentamento de emergências de saúde pública, de calamidades públicas ou de desastres naturais. “Esse projeto é inconstitucional. A Constituição Federal, em seu inciso XV do artigo 37, diz que os subsídios e os vencimentos dos que ocupam cargos e empregos públicos são irredutíveis. Não podemos votar a favor de projetos com esse teor”, enfatizou.

O parlamentar disse que é um enorme contrassenso penalizar os trabalhadores do Brasil, justamente nos momentos em que eles estarão passando por dificuldades e precisando de ajuda. “O governo tem que pensar em proteger o povo em geral, e não penalizar uma grande parcela da nação”, advertiu.

O deputado disse que o Brasil deve seguir o exemplo dos outros países, a exemplo dos Estados Unidos, que em vez de punir o povo, oferecem proteção social e ajuda econômica em tempos como o que estamos vivendo agora. “Além disso, o Brasil tem reservas internacionais, deixadas pelos governos do PT que, na situação atual poderiam ser usadas pelo governo. Como disse Lula: vamos primeiro cuidar do nosso povo, depois cuidaremos do resto”, afirmou.

Assessoria Parlamentar

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas apresentam projeto para sustar portaria que suspende Lei Rouanet para cidades que adotaram medidas restritivas

Os deputados petistas João Daniel (SE), Patrus Ananias (MG), Valmir Assunção (BA) e Marcon…