Home Portal Notícias Coronavirus Coronavírus: PT repudia ataque de Eduardo Bolsonaro à China

Coronavírus: PT repudia ataque de Eduardo Bolsonaro à China

6 min read
0

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR),  o líder da Bancada do partido na Câmara, Enio Verri (PR), e o secretário nacional de Relações Internacionais do partido, Romênio Pereira, repudiaram hoje (19), em nota oficial, as declarações contra a China feitas pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). “Neste momento delicado em que toda a  humanidade faz esforços para superar uma calamidade ainda de dimensões incertas, a união de todos os países é fundamental”, afirmam.

Os petistas  se somaram às declarações do embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, para quem a postura do deputado “não condiz com a estatura de um congressista ou de uma figura pública”. O deputado acusou  a China  de preferir esconder a doença a se expor ao desgaste, indicando que uma ação contrária poderia ter salvo muitas vidas. Os petista salientam que há ainda a agravante de Eduardo Bolsonaro ser filho do presidente da República do Brasil.

Grandeza e responsabilidade 

“Neste momento, é fundamental que o presidente e os que o cercam tenham a grandeza e a responsabilidade necessárias para o enfrentamento da crise colocada. Não podemos aceitar que integrantes dos poderes constituídos sejam protagonistas de atos movidos pela xenofobia ou mesmo por interesses econômicos e/ou geopolíticos estranhos aos interesses nacionais”.

Leia a íntegra da nota:

“Nota da Bancada do PT na Câmara sobre a China

A Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados vem a público manifestar seu repúdio às manifestações do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) em relação à China por meio de suas redes sociais.
Neste momento delicado em que toda a humanidade faz esforços para superar uma calamidade ainda de dimensões incertas, a união de todos os países é fundamental.

Somamos nossa voz à do embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, para quem a postura do deputado não condiz com a estatura de um congressista ou de uma figura pública. Acrescentamos a agravante de o deputado ser filho do presidente da República do Brasil.

Neste momento, é fundamental que o presidente e os que o cercam tenham a grandeza e a responsabilidade necessárias para o enfrentamento da crise colocada.

O alinhamento subalterno ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não encontra sintonia com as necessidades do Brasil, que já vivia uma crise econômica agora agravada pela pandemia do coronavírus.

A China tem sido o principal parceiro comercial do Brasil, tendo investido U$79 bilhões no período entre 2003 e 2019.
Além disso, a China tem sido exemplar nas medidas internas para conter o avanço do Covid – 19, bem como nas ações de solidariedade e apoio a outros países como recentemente fez com a Itália, enviando materiais e suprimentos para auxílio dos profissionais da saúde e dos doentes.

Não podemos aceitar que integrantes dos poderes constituídos sejam protagonistas de atos movidos pela xenofobia ou mesmo por interesses econômicos e/ou geopolíticos estranhos aos interesses nacionais.

Nossa solidariedade ao povo chinês e a seu governo!

Brasília, 19 de março de 2020

Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores

Enio Verri (PT-PR), líder do partido na Câmara dos Deputados

Romênio Pereira, Secretário Nacional de Relações Internacionais do PT”

(nota atualizada às 17h22)

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

‘Operação Abafa’ impede esclarecimentos sobre a produção de cloroquina pelo Exército, denuncia Rogério Correia

O deputado federal Rogério Correia (PT-MG) denunciou nesta terça-feira (28) que está em cu…