Home Portal Notícias Coronavirus Mais Médicos: Bolsonaro recorre ao programa criado pelo PT para conter coronavírus

Mais Médicos: Bolsonaro recorre ao programa criado pelo PT para conter coronavírus

4 min read
0

O Ministério da Saúde publicou na edição do Diário Oficial da União da quinta-feira (12), o edital para a contratação de 5.811 médicos no intuito de reforçar as equipes de saúde, neste momento da pandemia do novo coronavírus. A perspectiva é de que eles comecem a trabalhar em abril.

Os profissionais serão admitidos por meio do programa Mais Médicos – criado pelo PT, foi extinto pela atual gestão após inúmeros ataques públicos (e mentirosos) vindos do presidente Jair Bolsonaro. “Depois de diminuir o número de profissionais e retirar os cubanos do Mais Médicos, o governo recorre ao programa criado pelo PT para reforçar o atendimento à população diante da pandemia do coronavírus. Durante o governo Dilma, o Mais Médicos beneficiava 63 milhões de brasileiros em quatro mil municípios”, lembrou a presidenta do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR).

Esses profissionais deverão atuar em 1.864 municípios, além de 19 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Uma mudança foi a inclusão nesse grupo de cidades médias e grandes, uma vez que o Mais Médicos privilegiava cidades menores de regiões mais carentes.

Do total de vagas, 44,5% (2.588) serão para capitais e o restante será distribuído entre os demais perfis do programa. As localidades de extrema pobreza serão contempladas com 15% dos novos profissionais.

Poderão participar apenas candidatos com registro nos conselhos regionais de medicina. A remuneração será de R$ 12 mil e o contrato terá duração de 1 ano.

A contratação destes 5.811 médicos custará cerca de R$ 1,2 bilhões aos cofres públicos. Valor que deve vir dos R$ 5 bilhões que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pediu aos parlamentares por meio da liberação das emendas de relator do orçamento deste ano.

Outros cerca de R$ 1 bilhão deve ser destinado ao Programa Saúde na Hora, para custear, entre outras coisas, a ampliação do horário de atendimento das unidades básicas de saúde. Postos receberão incentivos para ficar abertos por 12 horas ou 15 horas diárias.

 

Da Agência PT

Foto: Agência Brasil

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…