Home Portal Notícias Rogério Correia sobre Bolsonaro: “Estamos diante de um presidente que mente e é covarde”

Rogério Correia sobre Bolsonaro: “Estamos diante de um presidente que mente e é covarde”

9 min read
0

O deputado Rogério Correia (PT-MG) denunciou em plenário, nesta quarta-feira (11), o uso da rede social oficial do governo Bolsonaro para defender e convocar a população para os atos contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF), no próximo domingo (15). “Chegamos a esse absurdo, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência, sob gestão de Fabio Wajngarten, que aliás foi denunciado por corrupção – publicou em sua página oficial do Twitter, na noite de ontem, uma divulgação dos atos golpistas. O presidente insiste em dizer que não é contra o Congresso, mas os bolsonaristas chamam todos contra a democracia, contra os presidentes da Câmara e do Senado, contra o Congresso Nacional e contra o STF”, enfatizou.

Rogério Correia, indignado, reforçou. “A convocação para o ato do dia 15 está lá no site oficial da Secretaria de Comunicação. Imaginem se o presidente Lula ou a presidenta Dilma convocassem, através da Secretaria de Comunicação, órgão oficial do governo, uma manifestação pública, seja lá por que motivo fosse, como por exemplo pela educação pública, pela reforma agrária e por pautas sociais? Derrubariam Dilma e Lula no outro dia. Mas Bolsonaro vai testando a democracia e testa o Congresso. Quer jogar o povo contra o Congresso dizendo que existe um projeto (PLN 4/20) que daria ao Parlamento a condição de poder fazer um remanejamento de R$ 30 bilhões”, protestou.

O deputado explicou que foi o próprio Jair Bolsonaro que assinou e encaminhou o tal projeto dos R$ 30 bilhões para o Congresso, no qual o Congresso fica responsável pela definição da prioridade par ao uso de R$ 15 bilhões e o governo com a definição dos outros R$ 15 bilhões. “Eu mostrei, ontem (10), aqui mesmo nessa tribuna a assinatura do presidente Jair Bolsonaro. O PLN é dele. Ou seja, ele pode retirar esse projeto a hora que ele queira, mas ele não o faz. Então, nós estamos diante de alguém que, vendo a magnitude da crise, cruza os braços e acirra as contradições”, lamentou.

Na avaliação de Correia, para Bolsonaro não tem jeito. “Infelizmente nós estamos diante de um presidente que mente e é covarde. É covarde porque não tem coragem de pedir ao seu líder do seu governo para retirar o PLN. Basta o líder dele no Congresso, na Câmara, no Senado, vir aqui e retirar o PLN. Mas ele quer jogar o povo contra a democracia. Infelizmente, com Bolsonaro, não tem jeito. Nós teremos que derrotá-lo, é a única chance do Brasil”, afirmou.

Crise atinge os mais pobres

Rogério Correia falou ainda da crise econômica que atinge fortemente o Brasil. “E o mais dramático é que a crise atinge com maior intensidade os mais pobres, o povo trabalhador. Ele é que está sofrendo com o desemprego, que disputa palmo a palmo quem consegue vender uma marmita ou um saco de pipoca nos pontos de ônibus e nos sinais de trânsito. Este é o Brasil que está se formando com o tamanho dessa crise”, alertou.

Para complicar ainda mais, o deputado do PT mineiro disse que as medidas propostas pelo governo são de mais recessão. Segundo Correia, cada vez que aperta o problema, a crise, o ministro Paulo Guedes (Economia) e o governo Bolsonaro dizem que é preciso apertar mais o cinto dos trabalhadores e aprovar reformas ainda mais angustiantes e mais recessivas. “E esse caminho cada vez vai afundando mais o Brasil. O Titanic que está parecendo ser o País tem dois comandantes: o comandante-mor, que é o presidente Bolsonaro, e o subcomandante Paulo Guedes. E eles miram o navio naquele bloco de gelo, como se ele pudesse resistir ao choque. Não resiste. Isso é o que está acontecendo no Brasil”, comparou.

Para o deputado é essa a razão do presidente Bolsonaro procurar briga com o Congresso Nacional e com as instâncias democráticas. “Eles tentam despistar, tentam fazer com que o Brasil não enxergue a realidade e sim aquilo que ele quer fazer transparecer como cortina de fumaça. Mas daqui a pouco, ao tomar juízo, o povo vai impitimá-lo, porque não há condições de um governo cometer tantos crimes de responsabilidade e não ser punido”, concluiu.

Convocação oficial

O tuíte da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência fala sobre a participação do presidente Jair Bolsonaro em um seminário a empresários brasileiros em Miami, nos Estados Unidos. A publicação destaca uma fala do presidente sobre o 15 de março, dizendo que são “manifestações populares legítimas”. Na imagem que acompanha o tuíte, há uma foto de pessoas protestando usando roupas da cor da bandeira brasileira e uma aspa de Bolsonaro: “As manifestações do dia 15 de março não são contra o Congresso, nem contra o Judiciário. São a favor do Brasil”.

Vânia Rodrigues

 

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Enio Verri e Erika Kokay entram com representações contra irregularidades na privatização da Caixa

O líder da Bancada do PT na Câmara, Enio Verri (PR) e a deputada Erika Kokay (PT-DF) entra…