Home Portal Notícias Manchetes João Daniel protocola pedido para que PEC que torna o Fundeb permanente seja votada na Câmara

João Daniel protocola pedido para que PEC que torna o Fundeb permanente seja votada na Câmara

4 min read
0

O deputado federal João Daniel (PT-SE) protocolou o requerimento 317 na Câmara para que seja incluída na ordem do dia da Casa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 15/2015), que torna permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O parlamentar defende o amplo debate sobre este tema tão importante para a educação no País. No entanto, esta semana, disse o deputado, o partido do presidente retirou a proposta de pauta na comissão, para que a PEC não seja aprovada nas comissões e não vá a plenário para votação. “Porque eles não têm compromisso nenhum com a educação brasileira”, denunciou o deputado.

Para João Daniel, na defesa de um grande projeto para o Brasil, não se pode deixar que vença o período de 2020 do Fundeb sem que haja uma aprovação pelo plenário da Câmara e pelo Congresso Nacional. “Para que se possa garantir que haja recursos, que haja compromisso. O Congresso Nacional precisa assumir firmemente a defesa da educação. Por isso, apresentamos esse requerimento pedindo a inclusão da PEC 15 na pauta”, destacou João Daniel.

Educação básica

O Fundeb é o fundo responsável pelo financiamento da educação básica pública no País. A PEC nº 15, apresentada em 2015, propõe tornar permanente este Fundo e ampliar o volume de recursos destinados ao financiamento do direito à educação básica. A proposta vem sendo discutida desde a legislatura passada por meio de diversos debates e audiências públicas e principalmente, pelo fato de que, por lei, o Fundeb ter validade até 31 de dezembro de 2020. “Justamente para que não haja um colapso no financiamento da educação básica no Brasil é que solicitamos a inclusão desta PEC na ordem do dia desta Câmara”, explicou o petista.

João Daniel lamentou que o País tenha hoje o “mais desastrado ministro da Educação da história do Brasil, dito por todos os educadores deste país”. “Ele envergonha o Brasil no mundo”, afirmou o deputado.

Assessoria de Comunicação

Reprodução: CNTE

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Deputados apresentam plano para proteger indígenas do coronavírus

O primeiro caso de indígena infectado pelo coronavírus foi registrado na quarta-feira (1º …