Home Portal Notícias CPMI das Fake News aprova requerimento que pede esclarecimentos ao chefe de gabinete de segurança de Bolsonaro

CPMI das Fake News aprova requerimento que pede esclarecimentos ao chefe de gabinete de segurança de Bolsonaro

3 min read
0

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito – CPMI das Fake News – aprovou, na tarde desta quarta-feira (5), os requerimentos 299/2019 e 304/2019, ambos de autoria do deputado Rui Falcão (PT-SP). Um dos requerimentos solicita que sejam requisitados à deputada federal Joice Hasselmann os endereços de IP de computadores relacionados à milícia virtual e a disseminação de “Fake News”. Outro requerimento aprovado pede esclarecimentos ao Chefe de Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Augusto Heleno Ribeiro Pereira, acerca das declarações feitas pela deputada.

O deputado Rui Falcão destacou que “a aprovação dos requerimentos foi imprescindível para dar sequência aos trabalhos da CPMI, já que ainda existe muita informação a ser esclarecida”.

Em depoimento à CPMI a deputada Joice Hasselmann detalhou o funcionamento do chamado “gabinete do ódio” instalado, segundo ela, na própria Presidência da República e que lidera os ataques virtuais nas redes sociais feitos contra pessoas consideradas inimigas da família do Presidente.

“Precisamos acabar com essa indústria da mentira e garantir instrumentos democráticos no debate político. A propagação de mentiras e calúnias, a fim de tirar vantagens políticas de alguma situação, não faz parte desses instrumentos que devem ser garantidos pelo Estado”, finaliza o parlamentar.

No total, a CPI Mista das Fake News aprovou 21 requerimentos nesta terça-feira. A maioria deles é de pedidos para que o Google, o Facebook e o Twitter identifiquem os proprietários de diversos perfis.

Próxima reunião

A CPI Mista se reunirá duas vezes na próxima semana para retomar a coleta de depoimentos. Na terça-feira (12), a comissão receberá Hans River do Rio Nascimento, ex-funcionário da empresa Yacows, que trabalha com marketing digital. A companhia é uma das apontadas como responsáveis por operar campanhas de mensagens direcionadas durante as eleições de 2018.

As deputadas Luizianne Lins (PT-CE) e Natália Bonavides (PT-RN) também participaram da reunião da CPMI.

Assessoria de Comunicação

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Renda dos trabalhadores cai 20% e inflação de alimentos aumenta

Completa ausência de medidas da área econômica do governo eleva preços de produtos como ól…