Home Portal Notícias Agência de checagem e deputados desmentem fake news que atribui reconstrução de Base na Antártica ao governo Bolsonaro

Agência de checagem e deputados desmentem fake news que atribui reconstrução de Base na Antártica ao governo Bolsonaro

5 min read
0

A agência de checagem “Aos Fatos” e vários parlamentares da Bancada do PT na Câmara desmentiram informação publicada nesta segunda-feira (13) no Twitter do ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), dando conta que que a Nova Estação do Brasil na Antártica, Comandante Ferraz, é “um projeto do governo Bolsonaro”.

Tanto a agência quanto os parlamentares lembraram que a reconstrução da Estação – destruída por um incêndio em 2012 – foi contratada pelo governo da presidenta Dilma Rousseff, em 2015, e que as obras foram iniciadas em 2016.

De acordo com a agência “Aos Fatos”, a própria Marinha do Brasil reconhece que o atual governo foi responsável apenas pela etapa final da empreitada. Pelo Twitter, o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (PT-RS), também destacou que a obra foi planejada e iniciada pelo governo da presidenta Dilma Rousseff.

Sobre a declaração do ministro, o presidente da Comissão de direitos Humanos da Câmara, deputado Helder Salomão (PT-ES), também publicou na rede social que a nova Estação Antártica Comandante Ferraz, “é fruto de governo petista”. Ele ainda criticou a tentativa do governo Bolsonaro de se apossar de uma obra que não lhe pertence. “O governo da morte não passa um dia sem criar e espalhar fake news”, disse.

Já o deputado José Guimarães (PT-CE) tuitou que o governo Bolsonaro “devia ter vergonha de fazer festa com chapéu dos outros”. Na mesma linha, o deputado Alexandre Padilha (PT-SP) disse que a “informação” de Marcos Pontes é “outra mentira do governo”.

Ainda sobre o caso, a deputada Margarida Salomão (PT-MG) lamentou que o ministro da Ciência e Tecnologia tenha aderido à prática rotineira adotada por vários membros do governo Bolsonaro de difundir notícias falsas. “Até ele disseminando fake news. Digo “até ele” porque Pontes vem adotando estilo muito mais adequado ao cargo de ministro que seus companheiros de Esplanada. Torço para que episódios como esse não se repitam”, afirmou.

Por sua vez, o deputado Paulão (PT-AL) retuitou publicação da jornalista Sônia Bridi, da Rede Globo, que também desmente o ministro Marcos Pontes. “Ministro, quando Bolsonaro assumiu, em janeiro do ano passado, a estação estava nos retoques finais. Veja a reportagem que fiz lá em fevereiro de 2018”, disse a jornalista informando na sequência o endereço do arquivo da reportagem.

Héber Carvalho

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PIB cai 1,5% e fracasso, enfim, sobe à cabeça de Guedes

Ministro da Economia admite agora que economia brasileira não vinha bem. “A impressão que …