Home Portal Notícias Manchetes Rogério Correia cobra coercitiva para Flávio Bolsonaro e afirma que a casa dos Bolsonaros caiu

Rogério Correia cobra coercitiva para Flávio Bolsonaro e afirma que a casa dos Bolsonaros caiu

7 min read
0

Em discurso contundente nesta quarta-feira (18), na tribuna da Câmara, o deputado Rogério Correia (PT-MG) afirmou que a casa dos Bolsonaros caiu. “Hoje, o povo brasileiro está todo sabendo… Não adianta tentar dourar a pílula, está nos jornais: Relatório do Ministério Público revela que Fabrício Queiroz recebeu R$ 2 milhões de 13 assessores do gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. São 483 depósitos na conta do Queiroz. Quem depositou esse dinheiro? Os funcionários e familiares de Flávio Bolsonaro. Dois milhões em 483 depósitos!”, reforçou.

“Mas a pergunta que fica é para o juiz Moro (atual ministro da Justiça Sérgio Moro). Ele e o Ministério Público — o Deltan Dallagnol — que são tão severos com os adversários políticos não vão pedir a coercitiva do Flávio Bolsonaro por lavagem de dinheiro, por ter dinheiro de milicianos nas contas, por 483 depósitos, ou o Moro vai fechar os olhos e continuar como advogado do Bolsonaro?”, provocou Rogério Correia.

Cassação e impeachment

Para Rogério Correia, o Natal dos Bolsonaros será um Natal difícil. “E agora, que felizmente a verdade está vindo à tona, acho que 2020 começa com cassação no Senado de Flávio Bolsonaro e impeachment de Jair Bolsonaro, iniciando aqui, na Câmara dos Deputados. É o que tudo indica. A batata está assando”, avaliou.

O deputado lembrou que meses atrás o próprio Queiroz anunciou que isso ia acontecer e citou a frase do Queiroz divulgado na época pela imprensa. “Desculpem-me por falar o seguinte, mas é preciso que o povo brasileiro saiba inclusive o linguajar desses milicianos, como o Queiroz. Ele disse: ‘O Ministério Público está com uma pica do tamanho de um cometa para enterrar na gente’. Isso foi público. Foi como se ele reconhecesse já naquela época que há material disponível para complicar a sua vida e a rotina dos seus amigos da primeira família”, frisou.

Rogério Correia ainda citou outro trecho no qual Queiroz afirmou que não via ninguém mover nada para tentar ajudá-lo. “Recado ao Bolsonaro. Soou como um abandonado carente o Queiroz. Agora que a casa dele caiu é evidente que a casa dos Bolsonaros vai cair”, enfatizou.

Não esperou o Natal

“E não tem escapatória. Quero ver como se explica, Queiroz! Abre o bico, Queiroz! Quatrocentos e oitenta e três depósitos – R$ 2 milhões, Queiroz! De onde veio isso? Agora, Queiroz, que o sigilo foi quebrado vai ficar claro que isso não era só da rachadinha dos servidores de Flávio Bolsonaro, de Eduardo Bolsonaro, de Carlos Bolsonaro e do próprio Jair Bolsonaro, porque muitos desses eram do gabinete do próprio Jair Bolsonaro, que trocava com os gabinetes do filho. Agora está desnudado. O sigilo está quebrado. O ministro Dias Toffoli (presidente do Supremo Tribunal Federal) não conseguiu segurar isso o tempo inteiro e o Ministério Público agora está com pressa, não esperou nem o Natal”, enfatizou.

Rogério Correia conclui reforçando que a casa dos Bolsonaros está caindo. “Tudo num governo que é um verdadeiro absurdo e escárnio para a população brasileira. Um governo que é um desastre. Que na economia é o desemprego, o aumento da miséria, o povo passando fome, o Índice de Desenvolvimento Humano diminuindo. Um governo desastroso, que acaba com a Previdência, com a aposentadoria. Um governo que veio para desconstruir e destruir, fazendo coisas erradas, alimentando na política os filhos e na politicagem, fazendo fake news, enaltecendo a tortura, enaltecendo o autoritarismo, destilando ódio, fazendo coisas erradas. Agora, vem a nua verdade sobre Jair Bolsonaro”, finalizou.

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Sessão solene nesta terça-feira marca 25 anos da CDHM

Em setembro de 2019, missão da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deput…