Home Portal Notícias Deputados petistas lembram no plenário que escândalo Queiroz completa um ano sem solução

Deputados petistas lembram no plenário que escândalo Queiroz completa um ano sem solução

4 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara lembraram no plenário da Casa que nesta quarta-feira (4) completou um ano do escândalo envolvendo o ex-assessor da família Bolsonaro, Fabrício Queiroz, sem que ele tenha sofrido qualquer punição em relação ao escândalo envolvendo o esquema de desvio de recursos públicos por meio das ‘rachadinha’, quando trabalhava com o então deputado estadual Flávio Bolsonaro, hoje senador. Para os deputados Rogério Correia (PT-MG), Marcon (PT-RS) e Henrique Fontana (PT-RS) é um absurdo que, passado um ano, esse escândalo ainda não tenha sido esclarecido.

Foto: Gustavo Bezerra

“Faz um ano o caso Queiroz. Um ano sem solução em que Queiroz apareceu, desapareceu, e até hoje não ficou nada esclarecido, e os filhos do Bolsonaro envolvidos no caso Queiroz. Este é um fato para que, até hoje, nós não temos solução”, lamentou Correia.

Já deputado Marcon lembrou que Bolsonaro e os aliados dele durante a campanha eleitoral defendia o combate a corrupção, mas atualmente, preferem esquecer o caso Queiroz. “Bolsonaro, na campanha, e os seus aliados ainda hoje falam em combater a corrupção. Por que o Queiroz não foi chamado para ser ouvido na Polícia Federal? Moro por que você não prendeu o Queiroz? Faz 1 ano. Para os do Bolsonaro e do ministro Sergio Moro vale tudo”, acusou.

O parlamentar gaúcho lembrou que, além das denúncias de desvio de recursos e de ser o ‘Caixa 2’ do hoje senador Flávio Bolsonaro, também existem suspeitas do envolvimento de Queiroz na morte da vereadora Marielle Franco, do PSOL, no Rio de Janeiro.

O deputado Henrique Fontana lembrou que pela conta de Fabrício Queiroz passou em apenas um ano mais de R$ 1,2 mi, que abasteceu inclusive a conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro.

“Essa investigação está parada. Eu quero aqui desta tribuna ‘cumprimentar’ o Bolsonaro e o ministro (Sérgio) Moro por garantir um ano de impunidade para Fabricio Queiroz e seu laranjal. Espero que instituições como ao Ministério Público e a Polícia Federal consigam investigar e mostrar ao Brasil os crimes de Fabricio Queiroz”, ressaltou.

 

Héber Carvalho

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Zé Neto apresenta projeto que garante computador para estudantes pobres de escolas públicas durante a pandemia

O deputado Zé Neto (PT-BA) apresentou um projeto de lei na Câmara (PL 3.699/20), com a coa…