Home Portal Notícias “Brics dos Povos” mobiliza movimentos populares em Brasília

“Brics dos Povos” mobiliza movimentos populares em Brasília

4 min read
0

Evento paralelo à Cúpula dos Brics começa nesta segunda-feira (11), dois dias antes do encontro dos governantes

Começa nesta segunda-feira (11) o “Brics dos Povos”, encontro de representantes de movimentos populares dos cinco países que formam o bloco. O Brasil de Fato fará uma cobertura especial do evento, que ocorre na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), dois dias antes da Cúpula dos Brics, onde estarão reunidos os governantes de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

O “Brics dos Povos” será transmitido ao vivo pela TV Câmara e retransmitido pelo Brasil de Fato no Facebook e no Youtube, bem como pelo  facebook PT na Câmara.

Pesquisadores e militantes dos cinco países debaterão temas como imperialismo, crise econômica e política, solidariedade internacional e integração dos povos. A expectativa é que o evento reúna cerca de 120 pessoas. Entre os confirmados, estão representantes das organizações Numsa, sindicato de metalúrgicos da África do Sul; Safai Karmachari Andolan, movimento que reúne dalits (nível inferior no sistema de casta da Índia); e da Academia de Ciência Russa.

Objetivo

João Pedro Stedile, da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), uma das entidades organizadoras do Brics dos Povos, alerta para a superficialidade da reunião oficial entre governos que será realizada nos dias 13 e 14. “A Cúpula dos Brics vai reunir os governos e os presidentes. Tememos que suas pautas serão apenas meros acordos comerciais e de articulação financeira de projetos a serem financiados pelo Banco dos Brics”, explica, em entrevista recente ao Brasil de Fato.

“Os Brics são uma proposta de articulação regional que visa justamente denunciar o imperialismo dos Estados Unidos, pela dominação econômica, pelo dólar e pela manipulação de outros organismos internacionais, como FMI [Fundo Monetário Internacional], Banco Mundial e OMC [Organização Mundial do Comércio]”, completa, ressaltando o objetivo da criação do bloco.

Confira a programação completa:

 

11/11/2019 – segunda-feira

 

Mesa 1: Imperialismo, geopolítica internacional, o papel dos Brics e dos povos

 

Mesa 2: Crise econômica, social e ambiental e as alternativas populares de desenvolvimento

 

12/11/2019 – terça-feira

 

Mesa 3: Crise Política Internacional e a luta popular

 

Mesa 4: Desafios do internacionalismo, da solidariedade e da integração dos povos

 

Brasil de Fato

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

João Daniel denuncia que regularização fundiária proposta por Bolsonaro acentua injustiça agrária

A preocupação com a medida provisória (MP 910/19), editada esta semana pelo governo federa…