Home Portal Notícias Instalada Comissão Externa da Câmara que vai acompanhar apuração sobre derramamento de óleo no NE

Instalada Comissão Externa da Câmara que vai acompanhar apuração sobre derramamento de óleo no NE

4 min read
0

A primeira reunião da Comissão Externa da Câmara dos Deputados destinada a acompanhar as investigações que visam apurar as responsabilidades pelo derramamento de óleo no litoral da região Nordeste foi realizada nessa terça-feira (29). Coordenada pelo deputado João Daniel (PT-SE), autor do requerimento para a realização da mesma, a reunião ouviu o relato dos parlamentares de todos os estados da região que fizeram duras críticas à atuação do governo federal.

“Ouvimos de todos vários relatos contundentes, bastante duros sobre o que o governo federal fez até agora, a vergonha como tem se comportado, sem dar a mínima atenção”, relatou o coordenador João Daniel. Várias sugestões foram apresentadas pelos parlamentares que compõem a Comissão Externa. Entre elas, a realização de audiências públicas com a presença de ministros e presidentes de órgãos federais ambientais, ouvir a população nos municípios da região e exigir do governo federal a tomada de providências mais urgentes. Uma nova reunião vai ser realizada nesta quarta-feira, dia 30, para a análise e aprovação do plano de trabalho da Comissão.

Vários parlamentares participaram dessa primeira reunião, entre eles Carlos Veras (PT-PE), Valmir Assunção (PT-BA), Reginaldo Lopes (PT-MG), Daniel Almeida (PCdoB-BA), o ex-ministro do Turismo, o deputado Marx Beltrão, entre outros. Também participaram entidades ligadas ao meio ambiente, como o WWF Brasil. “Queremos ter conhecimento real do que está ocorrendo, saber e buscar informações para que haja todos os esclarecimentos, bem como punições e medidas que cabem aos poderes constituídos”, ressaltou o deputado João Daniel.

Manchas de óleo

As manchas de petróleo cru começaram a aparecer no litoral nordestino ainda no mês de agosto. Apenas 30 dias depois, quando já tinha se alastrado para quase todos os estados da região foi que o governo federal começou a buscar saber o que estava ocorrendo. Áreas de proteção ambiental, várias praias, destinos turísticos conhecidos e alguns rios já foram atingidos pelo óleo. O crime ambiental tem causado prejuízos ao meio ambiente, à economia, tanto relacionado aos que dependem da pesca para a sobrevivência como aos envolvidos na cadeia turística e, também, à saúde de banhistas e às pessoas que têm tido contato com o produto. Os danos e reflexos desse crime nunca ocorrido ainda são incalculáveis.

 

Assessoria de Comunicação

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Pimenta denuncia impunidade de Queiroz e faz desafio à família Bolsonaro

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), sugeriu hoje que o dia 4 de dezembro seja dec…