Home Portal Notícias Manchetes Zarattini denuncia manobra para prejudicar trabalhador na MP 891, que trata de segurados do INSS

Zarattini denuncia manobra para prejudicar trabalhador na MP 891, que trata de segurados do INSS

4 min read
0

O deputado Carlos Zarattini (PT-SP) apresentou em plenário, nesta terça-feira (29), uma reclamação sobre a relatório da medida provisória (MP 891/2019), que trata da antecipação do 13º salário para os segurados do INSS. “O governo, por meio do relator, Fernando Rodolfo (PL-PE), apresentou um verdadeiro jabuti, um projeto de lei de conversão da MP com uma série de artigos que trata da mudança na sistemática de pagamento de benefícios do auxílio-acidente, do auxílio-doença, uma mudança complicadíssima”, denunciou Zarattini.

Estas mudanças, segundo o líder da Minoria no Congresso Nacional, precisam vir para o Congresso Nacional na forma de projetos de leis porque são temas importantes, que mexe com a vida das pessoas. “O governo quer introduzir um jabuti em uma medida provisória sem qualquer espaço para discussão”, protestou.

Zarattini fez um apelo ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que advertisse ao relator da MP 891 para que não fizesse isso. “Porque nós aqui nessa Casa não vamos aceitar este tipo de coisa, estamos mexendo com a vida de 27 milhões de pessoas que recebem benefícios do INSS e o governo não pode modificar isso sem uma discussão clara aqui na Câmara e no Senado”, reforçou.

O parecer da MP 891 seria apreciado hoje pela comissão especial que analisa a matéria, mas um pedido de vista do senador Paulo Rocha (PT-PA) adiou a votação para esta quarta-feira (30) às 14h30. A reunião do colegiado será no plenário 2 da Ala Nilo Coelho, no Senado.

Entre as mudanças contidas no projeto de lei de conversão da MP, estão o pagamento do auxílio-doença pelo empregador até 120 dias de afastamento, com a devida compensação tributária; reavaliação médica pericial da incapacidade em caso de denúncia; desconto do imposto de renda sobre o abono anual apenas em sua segunda parcela; alteração das regras para celebração de acordos de cooperação técnica entre o INSS e órgãos e entidades da União, dos estados e do Distrito Federal; e restrição à compensação previdenciária nos casos de haver dívida com o Regime Geral da Previdência Social (RGPS).

Veja o vídeo:

Vânia Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Oposição faz obstrução para marcar o luto pelas mais de 100 mil vidas perdidas na pandemia

Os partidos da Oposição fizeram uma forte obstrução política na Câmara, nesta quinta-feira…