Home Portal Notícias Boletim 608 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 608 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

4 min read
0

Boletim 608 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 21/10/2019 – 562 dias de resistência – 20h30

 

  1. Militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) prestaram homenagem durante o “Bom dia, presidente Lula” desta segunda-feira (21) ao companheiro Keno, assassinado há exatos 12 anos. No dia 21 de outubro de 2007, a transnacional Syngenta contratou uma milícia fortemente armada para atacar famílias no acampamento Terra Livre, em Santa Tereza do Oeste (PR). Na ocasião, o trabalhador Valmir Mota de Oliveira, conhecido como Keno, militante do MST e da Via Campesina, foi assassinado e outros militantes ficaram feridos.

 

  1. Os militantes também assistiram ao documentário “Nenhum minuto de silêncio, fora Syngenta do Brasil”, que relata o episódio do assassinato de Keno com depoimentos marcantes e imagens da época. Assista à mística organizada pelo MST ao companheiro Keno: https://bit.ly/2o54BqJ

 

  1. Como parte das atividades do dia coordenadas pelo MST na Vigília Lula Livre, o espaço de resistência democrática recebeu a companheira Izabel Grein, integrante da Direção Estadual do movimento no estado do Paraná. Ela contribuiu com uma roda de conversa sobre a história dos trabalhadores rurais sem terra.

 

  1. As grandes realizações em favor do povo brasileiro, ocorridas durante o período em que Luiz Inácio Lula da Silva governou o País, ficou por horas como o assunto mais comentado no Twitter, no Brasil, nesta segunda-feira (21). Com a hashtag #NoTempodoLula relembraram-se as conquistas econômicas e sociais dos governos do ex-presidente (2003-2010) cujo legado resiste e desperta saudades diante de tamanho retrocesso imposto por Jair Bolsonaro ao povo brasileiro. Leia mais: https://pt.org.br/brasil-soberano-do-governo-lula-e-lembrado-por-brasileiros-no-twitter/

 

  1. Referência no budismo, a escritora e hoje também youtuber Monja Cohen – cujo nome de batismo é Cláudia Dias Baptista de Souza – relatou em entrevista a Sonia Racy, do jornal O Estado de S.Paulo, a visita que fez ao ex-presidente Lula no ano passado na prisão política em Curitiba. Ela disse ter recebido críticas e apoio pela iniciativa, mas que não se arrepende. “Claro que eu devia ter visitado. Fiquei tão feliz. Que homem maravilhoso”, declarou. Leia mais: https://pt.org.br/monja-cohen-sobre-lula-quem-foi-rei-nao-perde-a-majestade/

 

Boletim 608 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 21/10/2019 – 562 dias de resistência – 20h30

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 627 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 627 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de São Bernardo do C…