Home Portal Notícias Petistas criticam atitude desumana de Bolsonaro com apoiador desempregado

Petistas criticam atitude desumana de Bolsonaro com apoiador desempregado

5 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara usaram suas redes sociais nesta desta sexta-feira (27) para criticar e repudiar mais uma atitude inadequada do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que pela manhã ridicularizou um de seus apoiadores que o aguardava na saída do Palácio do Alvorada. O admirador fez uma selfie com o presidente e aproveitou para fazer um pedido de emprego. Em seguida, Bolsonaro comentou e riu no ouvido de um dos seguranças: “Só pelo bafo, não vai ter emprego”.

Em sua conta no Twitter, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), lamentou a falta de humanidade do presidente com os pobres e desempregados. “Bolsonaro ridiculariza seu próprio eleitor que está desempregado e pedindo ajuda: ‘Só pelo bafo, não vai ter emprego’. É desumano e a cara de quem governa para os ricos”, criticou a Gleisi Hoffmann.

Ao comentar a atitude de Bolsonaro o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) destacou a falta de investimentos na saúde. “Sentiu o bafo? O mesmo Bolsonaro que ridiculariza seu apoiador por ter bafo, também reduz investimentos em saúde bucal. Para saúde diz não ter recursos, mas aumenta gastos com cartão corporativo e contrata a preço de milhões apresentadores para mentir sobre Previdência”, afirmou em seu Twitter.

O deputado Carlos Veras (PT-PE) também fez uma ressalva para área da saúde, só que fazendo um alerta aos danos que desemprego pode trazer. “O desemprego pode levar à depressão, ao alcoolismo e até ao suicídio. Em um país de 13 milhões de desempregadas e desempregados, esse deboche, além de infantil, é cruel e irresponsável, ainda mais vindo de um presidente da República”, apontou Veras.

O questionamento sobre como um presidente deve tratar um cidadão e o repúdio a desumanidade de Bolsonaro, foram colocados pelos parlamentares, Waldenor Pereira (PT-BA), Pedro Uczai (PT-SC), Erika Kokay (PT-DF), Alencar Santana (PT-SP) e Reginaldo Lopes (PT-MG).

“Só pelo bafo não vai ter emprego”, essa é a fala do presidente ao desdenhar de um trabalhador, como tantos outros milhões do país, que no seu governo estão desempregados ou vivendo na informalidade. Respeite o povo brasileiro, Bolsonaro!”, protestou Waldenor Pereira.

“Só pelo bafo, não vai ter emprego. Foi dessa maneira que Jair Bolsonaro respondeu a um cidadão brasileiro desempregado que solicitou ajuda ao presidente. Essa é a maneira correta de tratar um brasileiro em desespero por falta de trabalho? “, criticou o deputado Pedro Uczai. E o deputado Reginaldo Lopes lamentou: “É assim que Bolsonaro trata o povo! O presidente zomba brasileiro e mostra mais uma vez o seu despreparo e ignorância”.

Já a deputada Erika Kokay indagou: “Se ele (Bolsonaro) trata apoiador desempregado com deboche e desdém, vocês podem imaginar o desprezo que ele tem pelo povo brasileiro?”. E o deputado Alencar Santana completou: “Bolsonaro não gosto mesmo de pobre e desempregado, trata-os com cinismo. E quando é seu apoiador, ainda trata como gado”.

Os deputados José Guimarães (PT-CE), Rogério Correia (PT-MG) e Margarida Salomão (PT-MG) também comentaram sobre o assunto em suas contas no Twitter.

Tuanny Carvalho

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Mais de mil organizações se juntam para pedir impeachment de Jair Bolsonaro

Mais um pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro será protocolado nesta terça-fe…