Home Portal Notícias Parlamentares do PT homenageiam os 98 anos de Paulo Freire

Parlamentares do PT homenageiam os 98 anos de Paulo Freire

7 min read
0

Nesta quinta-feira (19), parlamentares da Bancada do PT na Câmara usaram as redes sociais para homenagear Paulo Freire, o agente político da transformação social, patrono da educação brasileira e um dos pensadores da pedagogia mundial. Se estivesse vivo, ele faria 98 anos hoje. O pedagogo colocava a educação como uma das principais armas para mudar o mundo. Seus fundamentos faziam parte da Política Municipal de Ensino do Recife e incluía a existência de uma escola inclusiva.

Os deputados Paulo Teixeira (PT-SP) e João Daniel (PT-SE) criticaram a política educacional do governo Bolsonaro e ressaltaram a importância de Freire. “Minha homenagem ao maior educador do Brasil que é atacado pelo pior presidente da República e pelo ministro sem educação” disse Paulo Teixeira.  E João Daniel garantiu que o legado do pedagogo será mantido. “Estas ameaças ao seu legado como os cortes na educação, o sucateamento das universidades públicas as defasagens no ensino básico nos levarão sempre, mais firme e forte, contra a qualquer retrocesso que queira apagar a memória e o legado deixado por ele”, assegurou João Daniel.

O deputado Marcon (PT-RS), também em sua conta no Twitter, exaltou Paulo Freire e criticou à situação atual do Brasil na área da educação. “98 anos do petista que revolucionou a educação Brasil e mundo à fora. Paulo Freire é o retrato que explica o porquê de tanto ódio da direita fascista: dar conhecimento e alfabetizar os pobres é um crime imperdoável”, afirmou.

Na mesma linha, o deputado Waldenor Pereira (PT-BA) disse que “em tempos em que a educação é mutilada por um governo opressor e fascista, mais do que nunca, é preciso reviver o legado de Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira e um dos pensadores mais notáveis da pedagogia mundial. É preciso resistir. Viva Paulo Freire! ”, destacou.

A defesa da educação brasileira como agente de transformação social foi destacada pelo deputado Pedro Uczai (PT-SC) em sua conta no Twitter: “Hoje celebramos a memória de um dos maiores educadores do mundo: Paulo Freire”, afirmou. O deputado ainda informou que ontem a Comissão de Educação da Câmara realizou o painel: “Paulo Freire: contribuição social, política e pedagógica”, em homenagem ao pedagogo.

A admiração pelo pensamento educacional de Paulo Freire, foi usado pelo deputado Helder Salomão (PT-ES). “Não basta saber ler que ‘Eva viu a uva’. É preciso compreender qual a posição que Eva ocupa no seu contexto social, quem trabalha para produzir a uva e quem lucra com esse trabalho”, explicou.

Os deputados Rogério Correia (PT-MG) e Erika Kokay (PT-DF) também fizeram alusão a ação social posta pelo pedagogo. “Paulo Freire, 98: a pedagogia da esperança” elogiou Rogério. “Há 98 anos nascia o Patrono da Educação brasileira. Um dos maiores nomes da pedagogia mundial, Paulo Freire é o terceiro pensador mais citado em trabalhos acadêmicos no mundo, para desespero dos bolsonaristas terraplanistas”, enfatizou Erika Kokay.

Os 98 anos de Paulo Freire também foram lembrados e celebrados pela deputada Professora Rosa Neide (PT-MT), e pelos deputados Célio Moura (PT-TO) e José Guimarães (PT-CE).

Patrono da educação

No ano de 2012 Paulo Freire foi declarado patrono da educação brasileira.  Além de participar de movimentos sociais, o pedagogo foi filiado ao PT e atuou na alfabetização de adultos em que o método consistia nas experiências de vida das pessoas. Em vez de buscar a alfabetização por meio de cartilhas e ensinar, ele trabalhava a realidade do cidadão. Um trabalhador de fábrica, por exemplo, podia aprender “tijolo”, “cimento”, e um agricultor aprenderia “cana”, “enxada”, “terra”, “colheita”. Na década 60 em que foi aplicado o método de alfabetização, o Nordeste possuía 15 milhões de analfabetos que correspondia a 50% da população.

Bolsonaro contra metodologia de Freire

O presidente Bolsonaro repudia a metodologia de Freire aplicada nas escolas, na qual ensinar é despertar o aluno para o mundo, possibilitando a formação da consciência sobre quem o sujeito é no meio em que ele vive.  Desse modo, neste ano, o governo Bolsonaro ameaçou mudar o patrono da educação brasileira.

Tuanny Carvalho

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bulletin 610 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy

Bulletin 610 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy Straight from Curitiba …