Home Portal Notícias, Notas e Boletins Português Boletins Boletim 566 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 566 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

5 min read
0
Direto de Curitiba – 8/9/2019 – 519 dias de resistência – 20h10
1. A Folha de São Paulo e o The Intercept Brasil divulgaram, neste domingo (8), diálogos que revelam o conluio de Sérgio Moro para vazar grampo ilegal entre Lula e Dilma. A reportagem mostra que agente da Polícia Federal continuou ouvindo as conversas e relatando aos procuradores mesmo após o pedido de suspensão das escutas. As conversas entre procuradores, investigadores e o delegado da Polícia Federal, Luciano Flores – que desencadeou a condução coercitiva do ex-presidente e foi nomeado por Moro como superintendente da PF no Paraná – revelam que as escutas das conversas de Lula eram acompanhadas em tempo real e repassadas imediatamente em grupos de Telegram. Eles também omitiram diálogos em que Lula aceitaria o cargo de ministro para evitar o golpe e não para se proteger de eventuais investigações. Leia mais: https://pt.org.br/dialogos-revelam-conluio-entre-moro-para-vazar-grampo-ilegal-entre-lula-e-dilma/
2. Neste domingo (8), o jornalista Kennedy Alencar escreveu em seu blog, que a Lava Jato “tramou contra Lula e Dilma e mudou a história do Brasil”. A reportagem da Folha de São Paulo e do The Intercept Brasil demonstra métodos ilegais utilizados pela Lava Jato, que resultaram no golpe de Dilma e na prisão do ex-presidente Lula. Kennedy destaca que a “reportagem revela que Moro, policiais federais e procuradores da República agiram para interferir no processo político a fim de evitar a nomeação de Lula para a Casa Civil no governo Dilma e contribuíram para radicalizar o ambiente político no País, tramando a queda da então presidente do PT do poder”. Veja a íntegra do comentário do jornalista. https://www.blogdokennedy.com.br/lava-jato-tramou-contra-lula-e-dilma-e-mudou-a-historia-do-brasil/
3. Em nota, a defesa do ex-presidente Lula destaca o conluio de Sérgio Moro e procuradores nos grampos ilegais que atingiu Lula e Dilma. Segundo os advogados de Lula, a reportagem da Folha de São Paulo e do The Intercept Brasil revela a verdade histórica e “expõe as grosseiras ilegalidades praticadas”. Veja a íntegra da nota: https://pt.org.br/nota-da-defesa-de-lula-sobre-conluio-de-moro-e-procuradores-nos-grampos-ilegais/
4. Os procuradores da Lava Jato estavam dispostos a cometer ilegalidades para impedir a posse do ex-presidente Lula e criar condições políticas para o golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff – o que acabou permitindo a ascensão do neofascismo representado por Jair Bolsonaro. É o que demonstra um trecho da reportagem da Folha em parceria com o Intercept neste domingo (8). Na reportagem, fica claro que a divulgação do grampo ilegal entre os ex-presidentes Lula e Dilma era ilegal. Alertado, Deltan ignorou a ilegalidade do grampo e admitiu que o processo era político. Apesar do aviso de colega da Lava Jato, Dallagnol disse que a ilegalidade era irrelevante e revelou que o vazamento ilegal de conversa de Lula e Dilma tinha objetivos políticos. Leia mais: https://pt.org.br/alertado-deltan-ignorou-ilegalidade-do-grampo-e-admitiu-que-processo-era-politico/
Boletim 566 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 8/9/2019 – 519 dias de resistência – 20h10
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Frei Anastácio cobra informações do governo sobre a privatização de 17 empresas estatais

O deputado Frei Anastácio (PT-PB) protocolou na Câmara requerimento com pedido de informaç…