Home Portal Notícias Diálogos de procuradores da Lava Jato revelam sistema de justiça doentio e repulsivo, criticam petistas

Diálogos de procuradores da Lava Jato revelam sistema de justiça doentio e repulsivo, criticam petistas

10 min read
0

Parlamentares da Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara usaram suas contas no Twitter nesta terça-feira (27) para condenar a face doentia, vil, cruel, desumana e monstruosa de procuradores da Lava Jato em relação à dor do presidente Lula no momento de perda da esposa (Marisa Letícia), do irmão (Vavá) e do neto (Arthur). Para eles, novas mensagens reveladas pelo site UOL, em pareceria com The Intercept Brasil, escancaram um sistema de justiça doentio e repulsivo.

Confira os tweets dos parlamentares:

Paulo Pimenta (PT-RS): “Advogado diz que procuradores têm ‘ódio’ e pede libertação de @LulaOficial. Novas mensagens publicadas mostram que integrantes da Lava Jato ironizaram morte de Marisa e disseram que ida de Lula a enterro do neto seria ‘novela’.”

Gleisi Hoffmann (PT-PT): “Procuradores da Lava Jato se achavam acima do bem e do mal, investigavam como e quem queriam, cometiam ilegalidades sem pudor. Diálogos mostram a pior face do ser humano, a falta de compaixão com a dor do outro. Tripudiar sobre a morte de D. Marisa denota desvio de caráter”.

Enio Verri (PT-PR): “Os desairosos e odiosos comentários dos membros da força-tarefa da Lava Jato, acerca das dolorosas perdas do ex-presidente Lula, revelam não apenas falta de decoro para com o cargo que ocupam, mas exprimem desumanidade e uma abjeta e gratuita perseguição há muito denunciada”.

João Daniel (PT-SE): “As incontáveis arbitrariedades cometidas pelos Integrantes da força-tarefa da Lava Jato, mais uma vez, ultrapassaram a linha da ética, da moral e da humanidade no tom mais baixo que alguém poderia chegar”.

Professora Rosa Neide (PT-MT): “O discurso de ódio contra a memória de Marisa Letícia e ao presidente Lula não deve ser relativizado. Registra-se aqui toda a solidariedade aos familiares agredidos pelo preconceito dos membros do MPF”.

Marcon (PT-RS): “Falta de respeito e de humanidade, vindas justamente de agentes públicos que deveriam ter o mínimo de postura para julgar alguém perante a justiça, inclusive Lula. O ex-presidente merece respeito, merece um julgamento imparcial: anulação dos processos já!”.

Leonardo Monteiro (PT-MG): “Ironizam a dor e a morte. Isso não é justiça. É ódio de classe! Uma justiça pautada pelo ódio, que desdenha da vida e da morte, que se pauta por interesses políticos ideológicos, que estão a serviço do mal. Oportunistas, canalhas e mau caráter! A justiça brasileira definha!”.

Benedita da Silva (PT-RJ): “Procuradores da Lava Jato ironizaram a morte de dona Marisa Letícia. Essa talvez seja a revelação mais dolorosa, pois eles foram muito além de qualquer questão institucional e se comportaram com o ódio e o desrespeito estampados no peito”.

José Guimarães (PT-CE): “A que ponto essa gente chegou? Quanta violência! Quanta desumanidade! Essa gente precisa pagar por isso”.

Henrique Fontana (PT-RS): “Além de denunciar a falta de humanidade e a perseguição política contra o ex-presidente Lula, os diálogos revelados hoje pela Vaza Jato confirmam a importância da lei de abuso de autoridade que votamos recentemente na Câmara”.

Helder Salomão (PT-ES): “Qualquer pessoa com o mínimo de humanidade se sente mal ao ler as mensagens onde procuradores da Lava Jato zombam da morte de Dona Marisa Letícia e do sofrimento de Lula. É um misto de tristeza e revolta. Como podem ser tão cruéis?”.

Paulo Teixeira (PT-SP): “É triste ver uma justiça que opera na desumanidade”.

Alexandre Padilha (PT-SP): “O conluio jurídico político transborda para a crueldade pura e despropositada”.

Valmir Assunção (PT-BA): “Desumano! Até onde o ódio de classe pode chegar? Sim, é ódio de classe. Ódio de Lula, pois foi o presidente que ousou garantir direitos a pessoas mais pobres”.

Nilto Tatto (PT-SP): “Os diálogos e ironias de procuradores por ocasião da morte de Marisa Letícia são hediondos, repulsivos para seres humanos.  Pior, o grupo é coordenado por Deltan Dallagnol que se diz cristão. Que evangelho leu Deltan?”.

Maria do Rosário (PT-RS): “Esse grupo político dentro do sistema de justiça não atuava apenas para impedir a eleição de Lula, mas também aglutinavam os piores valores na humanidade, atuando com sadismo moral, antiético, cruel e repugnante dignos do mais profundo desprezo”.

Airton Faleiro (PT-PA): “Tenho absoluta certeza que mesmo aqueles mais fervorosos odiadores de Lula não foram capazes de expressar, mesmo em rodas privadas de amigos, deboches tão repugnantes quanto o que disseram os procuradores da L J sobre a morte de Marisa. E ainda se dizem cristãos. Quanto ódio!”

Paulão (PT-AL): “A falta de respeito dos Procuradores Federais da Lava Jato em relação à morte de Dona Marisa é uma afronta à dignidade da pessoa humana. São verdadeiros canalhas”.

Reginaldo Lopes (PT-MG): “Lula é vítima não só de perseguição política, mas também de um ódio desumano contra ele e sua família. Nem mesmo o luto pela perda de sua esposa e seu neto foi respeitado por membros da Lava Jato”.

Natália Bonavides (PT-RN): “Desumana e cruel a postura dos procuradores da Lava Jato. Fazem chacota e ironizam a morte da esposa, do irmão e do neto de Lula. São essas pessoas que insistem em dizer que agem com isenção e profissionalismo”.

Margarida Salomão (PT-MG): “Mensagens dos procuradores da Lava Jato sobre mortes de D. Marisa, Vavá e Arthur revelam lado tenebroso da Lava Jato. Falta ética e moral para esses que se dizem paladinos da justiça. É urgente que o STF restabeleça a ordem e que Lula tenha julgamento justo e isento.”

Benildes Rodrigues

Foto – Ricardo Stuckert

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Lula recebe visita de Nobel da Paz indiano nesta quinta (24)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe nesta quinta-feira (24) a visita de Kaila…