Home Portal Notícias 500 dias de Injustiça: Petistas denunciam e cobram Lula Livre

500 dias de Injustiça: Petistas denunciam e cobram Lula Livre

9 min read
0

Hoje (20) já são 500 dias que o presidente Lula está preso em Curitiba. São 500 dias de injustiça. Os parlamentares da Bancada do PT na Câmara utilizaram as redes sociais para protestar contra a barbárie praticada pela justiça brasileira contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Já são 500 dias de injustiça contra Lula, mas somos teimosos, vamos continuar clamando por justiça. A perseguição política contra Lula está sendo provada, aguardamos que a Suprema Corte brasileira faça jus à Constituição e liberte o ex-presidente”, escreveu a presidenta do PT nacional, Gleisi Hoffmann (PR), em seu twitter.

A deputada Natália Bonavides (PT-RN) usou sua rede social para denunciar que a prisão política de Lula retirou do povo brasileiro o direito de elegê-lo, mas deixou claro que “não irão nos calar. Seguimos firmes, pois sabemos que mais cedo do que tarde a verdade vencerá e com Lula livre faremos o Brasil feliz de novo”.

“Lula Livre não é apenas o grito pela liberdade de um homem, é a manifestação, a luta por justiça”, afirmou o deputado Zeca Dirceu (PT-PR). O deputado pernambucano Carlos Veras (PT-PE) listou que os 500 dias são marcados por uma “farsa jurídica já revelada ao mundo, de perseguição ao maior líder do país e de ataques à democracia” e disse ainda que são “500 dias de vigília, luta e clamor por Lula Livre”.

Justiça imparcial

Para o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (PT-RS), a Lava Jato é seletiva ao poupar Fernando Henrique Cardoso, Eduardo Cunha e Paulo Guedes de investigações, mas o “Lula é preso sem provas e sem condenação transitada em julgado”.

A professora Rosa Neide (PT-MT) tuitou que é “injusta a prisão de Lula, sem crime, sem provas e sem direito a um processo justo com juiz imparcial. A luta continua. Lula, eu quero é te ver LIVRE”. Para Helder Salomão (PT-ES) são 500 dias de Lula “encarcerado por uma farsa judicial. 500 dias de prisão política. 500 dias de clamor por Lula Livre”.

“Há 500 dias, a perseguição política fingiu ser a Justiça. Hoje faz 500 dias da injusta prisão de Lula, sem crime e sem provas, sem direito a um processo justo com juiz imparcial”, denunciou o catarinense Pedro Uczai (PT-SC).

Rui Falcão (PT-SP) pediu muita atenção para a situação de Lula. “Injustiça e ilegalidade se perpetua no Brasil: Luiz Inácio Lula da Silva, um dos maiores líderes populares da história da América Latina, encontra-se injustamente preso devido a uma farsa judicial”. Afonso Florence (PT-BA) declarou que “não nos calaremos um só dia perante esse absurdo, que prejudica todos os brasileiros e brasileiras”.

Democracia

Para o deputado José Guimarães (PT-CE), a prisão de Lula fere a democracia, “o que essa gente fez com Lula foi ferir de morte a democracia e as mais comesinhas regras do Estado de Direito. A democracia brasileira está ferida de morte. A ferida está exposta. Precisa ser cicatrizada”. Na mesma linha, o deputado alagoano Paulão (PT) reafirmou que a prisão sem precedentes é “um golpe contra a democracia. Manter Lula preso é um absurdo. Continuamos a lutar por Lula Livre”.

“500 dias de Injustiça que levaram o Brasil a mergulhar no período mais obscuro desde a redemocratização. Uma eleição sem o líder nas pesquisas conduziu o País à um desgoverno total, que massacra o povo em benefício dos lobbys mais medonhos”, denunciou Nilto Tatto (PT-SP).

Leonardo Monteiro (PT-MG) escreveu que está cada vez mais “explícito que Lula foi e continua sendo vítima de perseguição e de um jogo político rasteiro para desmontar o Brasil” e afirmou que “exigimos sua liberdade e reforçamos a luta em defesa da democracia e a favor dos direitos do povo”.

Lava Jato

Para o deputado Alexandre Padilha (PT-SP) as mensagens da Vaza Jato só comprovam o que todo mundo já sabia: “a condenação de Lula foi para tirá-lo das eleições e impedir que ele volte a trazer crescimento com justiça e distribuição de renda para o Brasil, uma das marcas inesquecíveis de seu governo”.

“As ilegalidades do processo da Lava Jato com a atuação à margem da lei dos seus acusadores foram e estão sendo expostas todos os dias. Defender a liberdade de Lula é defender o estado democrático de direito e a luta pela democracia”, assegurou o deputado Henrique Fontana (PT-RS).

Inocência

Para o deputado Beto Faro (PT-PA), Lula foi preso “sem provas para que o PT saísse do governo e iniciasse no Brasil um período de desmonte no Estado Brasileiro. Para ele a “direita não imaginava que Lula não faria nenhum tipo de acordo. Ele continua cada vez mais forte e disposto a provar sua inocência. ”

“Nesses 500 dias de Injustiça, o que mais esperamos é que a verdade vença a perseguição no Brasil. A injustiça contra Lula não é só a injustiça contra um homem, mas a injustiça contra um país que foi soberano e justo com quem mais precisava” observou Célio Moura (PT-TO).

 

Lorena Vale

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Lula: “Estou tranquilo. STF decide hoje se vai cumprir a Constituição”

“A Suprema Corte vai decidir hoje se ela vai cumprir ou não vai cumprir a Constituição”, a…