Home Portal Notícias Comissão derruba decreto de Bolsonaro e restabelece participação popular no Conselho de Cultura

Comissão derruba decreto de Bolsonaro e restabelece participação popular no Conselho de Cultura

3 min read
0

A Comissão de Cultura da Câmara aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira (14), o parecer da deputada Maria do Rosário (PT-RS) ao Projeto de Decreto Legislativo (PDL 451/2019) de autoria da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), que também preside a Comissão. A proposta derruba o Decreto 9.891/2019, editado pelo governo de Jair Bolsonaro e restabelece a presença da sociedade civil no Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC).

“O Decreto do governo modifica a composição e o funcionamento do CNPC. No entendimento do PDL 451/2019, o Executivo extrapola as suas funções ao desrespeitar o Artigo 216-A da Constituição Federal, que estrutura o Sistema Nacional de Cultura e organiza a política pública da cultura, além de modificar o caráter do conselho, de deliberativo para simplesmente consultivo, e não cumprir os procedimentos necessários para a transformação de seu caráter institucional”, diz o relatório aprovado.

O texto ainda critica a nova composição do CNPC idealizada por Bolsonaro. “Apesar do aparente equilíbrio, desrespeita nitidamente o princípio da paridade, além de excluir diversas representações sociais importantes”, critica Maria do Rosário.

“Apenas a possibilidade de indicar monocraticamente uma “personalidade de notório saber” já garante maioria absoluta para o governo; ademais, nada impede que dos conselhos estaduais, distritais e municipais os representantes também possam ser agentes governamentais”, alerta a deputada.

O documento repudia também a forma como a mudança foi executada pelo governo e suas consequências. E cita ainda, que o Brasil, ao longo dos anos, se tornou referência no mundo cultural, por construir “uma das mais democráticas e avançadas políticas culturais do mundo, conjugando a representatividade de todas as dimensões da cultura”.

Além da deputada Benedita da Silva, o PDL 451/2019 é subscrito pelas deputadas Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e Áurea Carolina (PSOL-MG).

Tramitação

A proposta segue para apreciação na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC).

Benildes Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…