Home Portal Notícias Toma lá, dá cá de Bolsonaro compromete a educação do País

Toma lá, dá cá de Bolsonaro compromete a educação do País

5 min read
0

Mais uma vez o presidente Jair Bolsonaro revela à população o descaso de seu governo com o setor educacional brasileiro. Desta vez, para cobrir os R$ 3 bilhões prometidos para pagar emendas parlamentares para aprovação da Reforma da Previdência, o governo sacou R$ 926 milhões do orçamento da educação. Esse montante, segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, encontrava-se congelado e seria liberado em momento de aquecimento da economia, conforme assegurou o governo.

Ao desviar recurso destinado ao Ministério da Educação (MEC), o governo compromete áreas fundamentais como educação infantil, básica, universidades, entre outros. Essa é avaliação de parlamentares da Bancada do Partido dos Trabalhadores que usaram a tribuna da Câmara e suas redes sociais para rechaçarem mais um atentado contra um setor fundamental para o desenvolvimento do País.

“Não há dinheiro para a educação, não há dinheiro para as universidades públicas federais para que os pobres possam continuar fazendo um curso superior, não há dinheiro para as escolas técnicas federais, para as escolas infantis, para o transporte escolar, mas o governo tem dinheiro para comprar deputados”, lamentou da tribuna da Câmara, o deputado Marcon (PT-RS).

Ele classificou de “vergonha” a atitude do governo em retirar dinheiro da educação. “O governo pega, saqueia, rouba dinheiro da educação para pagar os compromissos políticos daqueles que estiveram para votar a favor da Reforma da Previdência”, denunciou.

Em sua conta no Twitter, o deputado Alencar Santana (PT-SP) criticou a ação de Bolsonaro. “Depois dos cortes nas universidades, nas bolsas e nos programas de alfabetização e livro didático, Bolsonaro vai tirar agora mais R$ 1 bilhão da educação”.

Corte

A presidenta nacional do PT e deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) foi mais além ao lembrar dos cortes promovidos nas primeiras horas do governo. “Bolsonaro e Weintraub (ministro da Educação) querem tirar a responsabilidade do Estado em investir na educação. Só neste ano, o orçamento do MEC teve um corte de mais de R$ 6 bilhões. Triste um país que não vê a educação como prioridade. #Dia13ÉRua, é lá que a gente se encontra”, escreveu Gleisi no Twitter.

Bloqueio

Também pelo Twitter, o deputado Enio Verri (PT-PR) apontou a gravidade do bloqueio feito pelo presidente da República à educação. “Bolsonaro bloqueou R$ 348 milhões que deveriam ser aplicados na produção, aquisição, distribuição de livros e de materiais didáticos e pedagógicos da educação básica. Bolsonaro investe na deseducação e no atraso. O Brasil deve ser resgatado da barbárie do governo Bolsonaro”, conclamou.

Benildes Rodrigues

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Gleisi Hoffmann critica governo Bolsonaro pelo aprofundamento da crise econômica no País

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), usou a tribuna da Câmara nesta…