Home Portal Notícias Transferência de Lula para SP é marca perversa de perseguição de Moro ao ex-presidente

Transferência de Lula para SP é marca perversa de perseguição de Moro ao ex-presidente

5 min read
0

A decisão da juíza Carolina Lebbos de transferir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – preso injusta e arbitrariamente – desde o dia 7 de abril de 2018, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, para um presídio de São Paulo, não passa de mais um capítulo da perseguição desenfreada e insana do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, contra Lula. Esse é o entendimento de parlamentares da Bancada do Partido dos Trabalhadores, que se manifestaram contrários à decisão, em suas contas no Twitter, nesta quarta-feira (7).

“Inacreditável a saga de perseguição ao presidente Lula. Lula deveria estar em liberdade, é inocente, merece um julgamento justo e teve, mesmo nesse processo viciado, sua pena reduzida, o que já lhe daria o semiaberto. É Moro de novo, através da PF, atuando politicamente contra Lula”, acusou a deputada e presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR).

Para a deputada Maria do Rosário (PT-RS), essa decisão assinada pela juíza da 12ª Vara Federal de Curitiba causa estranheza. “É estranho que depois de tanto tempo, a República de Curitiba tenha decidido transferir o presidente Lula para SP. É preciso estar alerta! Mais do que nunca a liberdade de Lula se faz urgente e necessária! #LulaLivreJá”, escreveu a petista.

O deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) disse que o sistema de justiça brasileiro deveria se ater à liberdade do ex-presidente. “Justiça não é transferir Lula, é libertar Lula! Ele, aliás, nem deveria ter sido preso. A República de Curitiba a cada dia se desmoraliza mais. Prendeu uma liderança política sem provas para que ela não disputasse uma eleição enquanto aliviava para aliados investigados”, criticou.

Na avaliação do deputado Airton Faleiro (PT-PA) só a transferência do ex-presidente não basta. “É preciso corrigir a injustiça contra Lula pela condenação sem provas e prisão política executadas pela Lava Jato. Tudo isso agora provado pelas mensagens vazadas e publicadas do The Intercept Brasil. Queremos Lula Livre”, observou o parlamentar.

O deputado Zeca Dirceu (PT-PR) escreveu em sua página no Twitter: “O que queremos na verdade, não é transferência, é o fim do sequestro de Lula, um homem condenado sem provas. Preso político! #LulaLivre”.

O vice-líder da Minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), aconselhou: “O PT precisa agora radicalizar nas ações para impedirmos mais essa arbitrariedade contra Lula. #LulaLivreUrgente”.

Também criticaram a decisão sobre a transferência de Lula, os parlamentares Benedita da Silva (PT-RJ), Professora Rosa Neide (PT-MT), Marcon (PT-RS), Waldenor Pereira (PT-BA), Helder Salomão (PT-ES), Erika Kokay (PT-DF), Padre João (PT-MG), Beto Faro (PT-PA), Margarida Salomão (PT-MG).

Benildes Rodrigues

Foto – Ricardo Stuckert

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Pimenta desafia família Bolsonaro a apoiar quebra de sigilo bancário de Queiroz

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), desafiou hoje (11) toda a família Bolsonaro –…