Home Portal Notícias Governos de Lula e Dilma beneficiaram municípios baianos que receberão a Caravana da Resistência

Governos de Lula e Dilma beneficiaram municípios baianos que receberão a Caravana da Resistência

9 min read
1

A “Caravana da Resistência: por terra, aposentadoria digna e Lula Livre! ”, que começa nesta quarta-feira (31), vai passar por três municípios da Bahia (Juazeiro, Uauá e Canudos) beneficiados com ações e programas dos governos Lula e Dilma que melhoraram as condições de vida da população local. Em todos eles serão realizados atos contra os ataques aos direitos do povo brasileiro, comandados pelo governo de Jair Bolsonaro, e em defesa da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A caravana é organizada pela liderança do PT na Câmara e pelo Núcleo Agrário da bancada, por movimentos sociais e entidades da luta campesina, além dos mandatos dos deputados Paulo Pimenta (PT-RS), João Daniel (PT-SE), Carlos Veras (PT-PE) e Valmir Assunção (PT-BA) e dos senadores Humberto Costa (PT-PE), líder do PT no Senado, e Rogério Carvalho (PT-SE).

No município onde a caravana começa, em Juazeiro (BA), ações e programas implementados pelo governo do PT (Lula e Dilma) transformaram a vida da população. Os recursos para todas essas iniciativas, passaram de R$ 96,3 milhões em 2007, para R$ 229,7 milhões em 2014.

Os agricultores familiares da região, por exemplo, viram os recursos para o setor serem multiplicados. Por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), os créditos e programas de estímulo à produção passaram de pouco mais de R$ 3,2 milhões (safra 2010/2011) para R$ 13,2 milhões (safra 2014/2015). Os valores médios por contrato individual saíram no mesmo período de R$ 3.572,08 para R$ 6.228,99.

Na mesma época, programas criados nos governos do PT para melhorar a qualidade de vida da população também tiveram recursos crescentes para a região. Esse é o caso do Bolsa Família, programa de transferência de renda criado em 2003 durante o governo Lula para enfrentamento a pobreza, que chegou a beneficiar 27.444 famílias em 2016.

Outro programa, o Luz Para Todos – criado também em 2003 para universalizar o acesso à energia elétrica – realizou mais de 7.600 ligações de energia favorecendo milhares de famílias até setembro de 2015. Já o Programa Águas para Todos, criado com o objetivo de construir cisternas para obtenção e armazenamento de agua para uso doméstico, cultivo de alimentos e criação de animais, instalou 1.183 novas cisternas na região até março de 2016.

O município de Juazeiro também foi beneficiado com ações nas áreas da educação e da saúde. Durante os governos petistas foram criados dois campus, um da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), durante o governo Lula, e outro do Instituto Federal da Bahia (IFBA), no governo Dilma.

Na área da saúde, O Programa Aqui Tem Farmácia Popular beneficiou com medicamentos gratuitos desde 2011 (quando foi criado) até fevereiro de 2016, 23.241 pessoas. O Programa Mais Médicos, lançado em 2013 pela presidenta Dilma Rousseff, levou sete novos médicos para atender localidades desassistidas da região.

Uauá (BA)

Na segunda parada da Caravana da Resistência, no município de Uauá, os governos do PT também multiplicaram recursos para ações e programas do governo federal na região. De 2007 até 2015, por exemplo, os repasses para o município saíram de R$ 13,3 milhões para R$ 56,7 milhões. Segundo o IBGE, 25.087 pessoas viviam no município em 2015.

Os recursos para a agricultura familiar no município também deram um salto. De 2011 até 2015, os repasses por meio do Pronaf saíram de pouco mais R$ 877 mil para R$ 5,2 milhões.

Na área social, o Bolsa Família beneficiou – apenas em 2016 – 4.825 famílias na região. O Programa Luz Para Todos, realizou mais de 2301 ligações de energia no município até setembro de 2015. Já o Programa Águas para Todos criou, até início de 2016, 1846 cisternas para abastecer famílias da região.

Canudos (BA)

No município onde ocorrerá a última atividade da Caravana da Resistência na Bahia, em Canudos, várias ações dos governos petistas de Lula e Dilma também marcaram positivamente a vida da população. Na região aconteceu o conflito armado denominado Guerra de Canudos, envolvendo o Exército Brasileiro e membros da comunidade sócio religiosa liderada por Antônio Conselheiro, entre novembro de 1896 e outubro de 1897.

Com pouco mais de 17 mil habitantes (estimativa do IBGE para 2015), várias ações dos governos petistas garantiram uma vida menos sofrida aos habitantes do município localizado no Polígono das Secas. Em 2016, por exemplo, 3.251 famílias eram atendidas pelo Programa Bolsa Família.

Já a agricultura familiar, outra atividade que garante a renda de milhares de famílias, experimentou um substancial aumento dos recursos para a produção agrícola. Os recursos do Pronaf passaram de R$ 111,1 mil na safra 2010/2011 para R$ 1,2 milhões na safra 2015/2016. O número de agricultores atendidos e os valores dos contratos também aumentou. Na safra 2010/2011, foram 65 contratos com valor médio de R$ 1.709,38. Já na safra 2015/2016, foram 371 contratos com valor médio de R$ 3.256, 42.

 

Héber Carvalho

 

 

 

 

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 601 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 601 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 14/10/…