Home Portal Notícias Manchetes NOTA OFICIAL DO PT: Bolsonaro quer impor Estado policial

NOTA OFICIAL DO PT: Bolsonaro quer impor Estado policial

4 min read
0

A presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) e os líderes das bancadas do PT na Câmara e Senado, Paulo Pimenta (PT-RS) e Humberto Costa (PT-PE), assinam nota pública na qual denunciam a invasão da sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), ocorrida nesta terça-feira (23), como uma “gravíssima violação das liberdades constitucionais de reunião, organização e manifestação”.

Confira a íntegra do comunicado:

NOTA DO PT: BOLSONARO QUER IMPOR ESTADO POLICIAL

A invasão da sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) por agentes armados da Polícia Rodoviária Federal, na tarde de terça-feira (23), é uma gravíssima violação das liberdades constitucionais de reunião, organização e manifestação.

É simplesmente inaceitável que agentes federais de segurança violem a sede de um sindicato de trabalhadores e interroguem os presentes sobre os preparativos de uma manifestação pacífica e democrática. E que o façam armados em cumprimento de “ordens do Exército”.

Este episódio soma-se a uma série de violações de direitos e ameaças por parte do governo Bolsonaro, valendo-se do aparato do Estado para reprimir e intimidar quem denuncia seus abusos e se opõe a suas políticas de destruição dos programas sociais, dos direitos constitucionais e dos valores civilizatórios.

Os frequentes ataques de Bolsonaro à liberdade de imprensa, as ameaças de parlamentares governistas aos jornalistas do site The Intercept Brasil, por terem denunciado os crimes da Lava Jato, e a incitação à violência contra a oposição e os movimentos sociais nas redes bolsonaristas atestam a intolerância e o autoritarismo deste governo de extrema direita.

O Partido dos Trabalhadores e suas bancadas na Câmara e no Senado denunciam ao país e ao mundo estes episódios. A imposição de um verdadeiro Estado policial é a única resposta de Bolsonaro à justa resistência da sociedade a seus desmandos.

Exigimos que a Polícia Rodoviária Federal, o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o Comando do Exército e o Ministério da Defesa se manifestem sobre o ataque ao Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Amazonas, apresentem e punam os agentes e, principalmente, os responsáveis pela ordem de violação.

Em defesa da democracia, das liberdades de reunião, organização e manifestação.

Brasília, 24 de julho de 2019.

Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT

Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara dos Deputados

Humberto Costa, líder do PT no Senado Federal

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Comunicado del PT: Pueblo ecuatoriano se rebela contra el neoliberalismo

Comunicado del PT: Pueblo ecuatoriano se rebela contra el neoliberalismo El Partido de los…