Home Portal Notícias Manchetes Inércia do governo Bolsonaro aprofunda desemprego e crise econômica, denunciam petistas

Inércia do governo Bolsonaro aprofunda desemprego e crise econômica, denunciam petistas

5 min read
0

Os deputados Carlos Zarattini (PT-SP) e Nelson Pellegrino (PT-BA) atribuíram hoje (19) ao governo neoliberal e de extrema direita Jair Bolsonaro o incremento da crise econômica e de desemprego no País. Um dado revelador do quadro desastroso atual é que a taxa de investimentos no Brasil caiu para o menor nível em mais de 50 anos. Pelo Twitter, os deputados Pellegrino  e Zarattini lamentaram o resultado. Eles apontaram que não é possível vislumbrar melhora nesse índice com a política econômica ortodoxa e antinacional adotada pelo governo Bolsonaro.

“O governo ultraliberal de Bolsonaro/Paulo Guedes, confiantes cegos no mercado, levou o Brasil à menor taxa de investimento público dos últimos 50 anos. Resultado: recessão e desemprego recorde!”, afirmou Pellegrino.

Na mesma linha, Carlos Zarattini lembrou que “em 6 meses, o governo Bolsonaro não conseguiu um único dado positivo na Economia”. “Agora, taxa de investimentos caiu para o menor nível em mais de 50 anos. 1º trimestre de 2019, taxa recuou para 15,5% do PIB. Essa política econômica de Guedes e banqueiros é um desastre”, acusou.

Desastre econômico e social

Também chamada de formação bruta de capital fixo (FBCF), que inclui o que se investe em máquinas e equipamentos, construção civil e inovação, foi para 15,5% do Produto Interno Brito (PIB) no primeiro trimestre de 2019, contra 15,8% no trimestre anterior.  No final de 2013, antes do início da recessão, estava em 20,9%. O levantamento do economista Manoel Pires, coordenador do Observatório de Política Fiscal do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

Os aportes públicos, especificamente, caíram de 4,06% em 2013 para 1,85% do PIB em 2017 (nível mais baixo já registrado no país), passando para 2,43% em 2018. Os investimentos privados recuaram de 16,85% em 2013 para 13,39% em 2018.

Os investimentos públicos tendem a cair cada vez mais no governo Jair Bolsonaro, que manteve a vigência da PEC do Teto dos Gastos. A proposta, aprovada no governo Michel Temer, congela os investimentos públicos por 20 anos. Neste período o investimento de uma ano deve corresponder ao do ano anterior, somente corrigido pela inflação, impedindo qualquer ação governamental para tirar o país do atoleiro econômico.

Outro estudo do Ibre, dos economistas Marcel Balassiano e Juliana Trece, apontaram que, no ano passado, 152 de um total de 172 países registraram uma taxa de investimento maior que a do Brasil. De acordo com as estatísticas, a taxa média global (26,2%) ficou foi 10 pontos percentuais maior do que a do Brasil em 2018.

A baixa taxa de investimento soma-se a previsões oficiais abaixo de 1% sobre expansão do PIB para 2019, o que pode deixar o brasil em recessão.

 

Brasil 247 e PT na Câmara

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 620 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 620 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 2/11/2…